Partilhar

Qual a diferença entre empirismo e racionalismo

Qual a diferença entre empirismo e racionalismo
Imagem: home.wlu.edu

A constante necessidade dos filósofos entender como e por que as coisas aconteciam a sua volta e como o conhecimento não é um estado e sim um processo, ao decorrer desta busca foram desenvolvidos o empirismo e racionalismo. Se quiser entender um pouco melhor como a filosofia funciona em umComo temos um artigo somente sobre isso. Por este mesmo motivo não vou me forçar a explicar exatamente todos os processos desta busca de conhecimento neste texto e sim me limitar a explicar qual a diferença entre o empirismo e racionalismo.

Também lhe pode interessar: Qual a diferença entre revolução e golpe?

O significado de Empirismo

O Empirismo é um movimento que acredita na experiênciação e ela, como única é quem forma as nossas ideias e conhecimentos. Podemos relacionar o empirismo com o conhecimento científico, independente dos objetivos e significados das coisas, as coisas são como são e é através da percepção que aprendemos.

A ideia do empirismo é relativa aos médicos que aprendem através da experiência e não da teoria.

Sendo uma teoria que se opõe ao racionalismo, o empirismo critica ideias como a causa e substância e até mesmo a metafísica, esta, por se basear em conceitos e teorias e não em prática e realidade. É mais fácil memorizar o que é o empirismo entendendo a ideia que ele propõe, de que a mente humana é como uma folha em branco que é rabiscada em cada experiência que ele passa, esses rabiscos são as informações que quando interpretadas de uma forma mais ampla e relacionando com fatos cotidianos e ou outros rabiscos, gera o conhecimento.

O primeiro autor ou filósofo a idealizar o empirismo foi um inglês chamado John Locke, em XVII.

Autores importantes do empirismo: John Locke, Francis Bacon, David Hume e John Stuart Mill.

Significado de Racionalismo

Agora que já sabemos o que é o Empirismo fica mais fácil entender o Racionalismo, não se tratam de ideias exatamente opostas mas existe grande dissonância entre elas, agindo, as vezes, como dois polos opostos do conhecimento. Então vamos lá:

O racionalismo é a teoria filosófica que defende a razão como ela sendo a faculdade do conhecimento, determinada pelos sentidos de cada indivíduo. O racionalismo possui suas vertentes, são elas: A metafísica que indica que o mudo está ordenado de forma lógica entre cada lei natural e os indivíduos são sujeitos a elas; A gnosiologia, que venera a razão como fonte de todo o conhecimento, sem que ele coexista com a experiência; Por último mas não menos importante temos a ética, responsável por sustentar a relevância da racionalidade e respectivamente a moral, desta forma a ética e moral coexistem e colaboram entre si.

A ideia do racionalismo é relativa aos médicos que aprendem através da teoria e não da experiência.

Os primeiros autores e filósofos a caracterizar a ideia de racionalismo foram Platão e Descartes, embora Platão tenha dado apenas início a este raciocínio e Descartes tenha sido o responsável pelo seu aprimoramento.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Qual a diferença entre empirismo e racionalismo, recomendamos que entre na nossa categoria de Educação e Formação universitária.

Escrever comentário sobre Qual a diferença entre empirismo e racionalismo

O que lhe pareceu o artigo?
2 comentários
Fábio Cesar Guimarães Neto
A Teoria é uma paisagem com neblinas. A experiência varre as distorções da névoa...
Dalton Pontes
Bom é que as duas andem juntas.

Qual a diferença entre empirismo e racionalismo
Imagem: home.wlu.edu
Qual a diferença entre empirismo e racionalismo

Voltar ao topo da página