Partilhar

Qual a diferença entre Liberalismo e Socialismo

Por Yuri Ferreira. Atualizado: 16 janeiro 2017
Qual a diferença entre Liberalismo e Socialismo
Fonte: deviantart.net

Quando vamos falar de economia, sempre ouvimos os termos Liberalismo e Socialismo. Esses são dois conceitos básicos das políticas econômicas e entendê-los é essencial para a compreensão do dinamismo que a história e o mundo possuem. Desde o surgimento dessas teorias, no século 18 e 19, o antagonismo entre ambas foi uma questão de discussão, debate e até guerras. Para você que quer entender melhor qual a diferença entre liberalismo e socialismo, o umComo.com.br desenvolveu este artigo.

O liberalismo

Após o processo denominado Revolução Industrial, um novo modo de produção foi adotado pela humanidade. O capitalismo, sistema em que nós vivemos, é um método de produção que consiste na existência de um patrão e um empregado. O patrão detém a loja, o espaço, as máquinas, os computadores e tudo aquilo que é utilizado no processo de execução de um serviço ou produto. O empregado, em troca do salário, vende a sua força de trabalho por dinheiro e trabalha na propriedade do patrão. Ou seja, o ponto é que o patrão não precisa operar ou capinar, ele pode receber dinheiro sem executar qualquer tipo de esforço.

Porém, alguns patrões no período da Revolução Industrial exploravam as condições de seus trabalhadores. Forçavam trabalho por 18 horas seguidas, contratavam crianças e não ofereciam qualquer tipo de segurança, causando muitos acidentes de trabalho. E por esse trabalho, os empregados recebiam muito pouco, um dinheiro que pouco dava para comer ou sustentar a residência. Quando a democracia se instalou, os governos buscaram regularas empresas, para que esse tipo de evento não acontecesse mais.

O governo criou diversas leis trabalhistas, por exemplo, no Brasil, a CLT. O salário mínimo, jornada semanal, o décimo terceiro e as férias remuneradas só passaram a existir após a imposição legal disso. Só que além disso, os governos do mundo buscaram impor métodos de incentivo às empresas e começaram a atrapalhar o que se chama de livre concorrência.

O liberalismo, dentro de suas diversas vertentes, busca acabar com a intervenção do governo na economia, ou seja, tem como base de diretrizes:

  • Redução dos impostos.
  • Privatização de todas as empresas.
  • Fim da intervenção do governo no mercado.
  • Liberdade à propriedade.

O socialismo

Vendo o processo da revolução industrial, Karl Marx, economista alemão, viu diversos problemas no Capitalismo, dentre os quais: a desigualdade social, a pobreza, a falta de oportunidades e o enriquecimento ilimitado. Revoltado com essas diferenças, ele cria a teoria socialista. Ele julga que a sociedade capitalista é injusta e que o mundo deve mudar, mudar para um sistema onde não há patrões ou empregados, todos têm a detenção da propriedade e do trabalho.

Para esse sistema, Karl Marx propõe que através de uma revolução armada, os trabalhadores tomem a propriedade privada e o governo. Com o poder sobre o governo, ele sugere que os empregados se organizem de uma maneira em que todos possam ter poder sobre a produção das fábricas, a venda de bens-de-consumo, sobre a alimentação, comida, transporte e que, majoritariamente, ninguém lucre com o trabalho dos outros.

Esse sistema foi implantado em 1917 na Rússia e depois em diversos outros países do mundo. Mas algumas falhas no sistema governamental (a burocracia stalinista) e a Guerra Fria que durou de 1945 a 1991 fizeram que cada vez mais o sistema socialista desaparecesse do globo. É importante ressaltar que a Guerra Fria (guerra sem armas entre o liberalismo americano e o socialismo soviético) não foi apenas nos aspectos tecnológico e armamentista, mas em diversos momentos foi baseada no boicote do produtos básicos, como comida, petróleo e energia.

Para resumir, o socialismo tem como base:

  • Estatização de todas as empresas.
  • Reforma agrária.
  • Fortalecimento da máquina do governo.
  • Fim das classes sociais (patrões e empregados).

Se pretende ler mais artigos parecidos a Qual a diferença entre Liberalismo e Socialismo, recomendamos que entre na nossa categoria de Educação e Formação universitária.

Escrever comentário sobre Qual a diferença entre Liberalismo e Socialismo

O que lhe pareceu o artigo?
3 comentários
A sua avaliação:
Pedro
Tentou passar a imagem de um texto neutro, mas falhou miseravelmente.
O autor deste artigo esqueceu a principal diretriz do liberalismo:
ACREDITAR NAS LIBERDADES INDIVIDUAIS.
O liberal sempre vai ser contra o governo de estado máximo, pois com estado máximo vem o autoritarismo(sempre foi assim com qualquer país que tentou implantar o socialismo, aumentou se a presença do estado na vida do cidadão, deu poderes ao estado, fechou se o país ao resto do mundo, e foram implantadas políticas naciolistas).
Bem raso e parcial esse texto.
A sua avaliação:
Marcel Toniolo
Texto muito mal escrito. No liberalismo o Estado tem o importante papel de agente regulador que combate as injusticas. A igualdade social se alcança com condicoes justas para todos e através das relacoes comerciais. Porem nao é necessario um Estado enorme centralizador que determina tudo. Acreditase que as pessoas tem condicoes intelectuais de decidir por si os rumos da propria vida O liberalismo incentiva o empreendedorismo, portanto nao ha essa logica patrao/empregado. Isso acontece hj pq nao vivemos num estado liberal. Acontece pq o Estado nao cumpre com eficiencia o papel de regulador
Bruno
liberalismo não exclui o Estado totalmente. o socialismo gasta muito mais dinheiro e recursos materiais, pois não costumam economizar, enquanto o empresário irá economizar máximo possível, o que ajuda até nas questões de ecologia e sustentabilidade. socialismo econômico e social nunca deu certo, e sempre vira ditadura.
augusto lima
o escritor desse artigo é um claro comunista.,

Qual a diferença entre Liberalismo e Socialismo
Fonte: deviantart.net
Qual a diferença entre Liberalismo e Socialismo

Voltar ao topo da página