Partilhar

Como vivem os refugiados no Brasil

Por Yuri Ferreira. Atualizado: 1 dezembro 2017
Como vivem os refugiados no Brasil
Imagem: express.co.uk

A situação dos refugiados vem cada vez se tornando mais crítica. Recentemente, após a crise de imigração europeia, o tema de migração entre países vem se tornando mais em voga dentro do vocabulário popular. A questão dos muçulmanos, dos refugiados africanos e dos imigrantes bolivianos são muito comuns na boca do povo brasileiro, e compreender como vivem os refugiados no Brasil é necessário para compreender também esse novo rosto que o país vem adquirindo. Para compreender esses temas da sociedade brasileira atual, é preciso ter alguns conhecimentos básicos.

Também lhe pode interessar: Como funcionam os direitos autorais
Passos a seguir:
1

Primeiramente é necessário saber que para conseguir se estabilizar financeiramente no Brasil sendo um refugiado, com um emprego registrado e com direitos trabalhistas em dia é necessário possuir uma autorização. A grande burocracia que o estado brasileiro possui causa uma demora na conquista dessas autorizações e reconhecimentos de identidade, tornando a vida dos refugiados sofrida e geralmente permeada de miséria e desgraça. Majoritariamente, para os refugiados mais pobres, essas autorizações e a Carteira de Trabalho só vem graças às ONGs.

Como vivem os refugiados no Brasil - Passo 1
Imagem: acnur.org
2

Os refugiados que chegam de países em situação de crise econômica ou guerra civil, como aqueles que vêm do Haiti e da Síria. Após a situação de guerra que se instaurou na região do Iraque e no leste sírio, muitos imigrantes sírios chegaram ao Brasil. Quem possui condição de fazer o pagamento das acelerações judiciais consegue se estabilizar mais rapidamente, porém muitos dos sírios e dos haitianos estão em uma situação degradante de vida.

3

Os imigrantes mais pobres, em geral os que vêm da Bolívia e do Haiti, se submetem ao trabalho ilegal, em venda de mercadoria desregulamentada. Grande parte dos trabalhadores bolivianos têm sido contratados para trabalhar em regime de semi-escravidão em fábricas têxteis de São Paulo. Com salários que chegam em média a 30 dólares por mês e com moradia instalada nas confecções de tecido, os imigrantes em situação de escravidão têm se prejudicado muito.

Como vivem os refugiados no Brasil - Passo 3
Imagem: blogbauhype.com.br
4

No entanto, uma parte de imigrantes possui dinheiro para se sustentar e para estabelecer uma vida financeiramente segura e isso faz com que eles tenham uma situação agradável. Muitos imigrantes de ascendência árabe e europeia têm negócios e empresas no Brasil. Como um país burocrático e corrupto, muita coisa funciona na base da camaradagem, do dinheiro e do jeitinho brasileiro, causando uma desigualdade social tremenda entre os imigrantes que tentam estabelecer a vida no Brasil.

5

No entanto, são raros os casos de discriminação étnica no Brasil comparado, por exemplo, com países como a França ou Estados Unidos. A dificuldade dos refugiados no Brasil está, é claro, com a instituição estatal brasileira, que possui sistemas atrasados de integração de imigracionismo. Se esse sistema fosse mais eficaz, não há dúvida que a situação dos imigrantes estaria muito mais simples.

6

A miséria e a falta de oportunidade são quase sinônimos da vida do imigrante pobre que tenta estabelecer a vida no Brasil, no entanto, a sociedade brasileira não julga os migrantes como os países de primeiro mundo. Se existem condições financeiras favoráveis, o imigrante pode estabelecer-se na nação brasileira e criar uma vida feliz em uma nova pátria, ainda mais em uma tão acolhedora quanto o Brasil.

Como vivem os refugiados no Brasil - Passo 6
Imagem: vgc.no

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como vivem os refugiados no Brasil, recomendamos que entre na nossa categoria de Cultura e Sociedade.

Escrever comentário sobre Como vivem os refugiados no Brasil

O que lhe pareceu o artigo?

Como vivem os refugiados no Brasil
Imagem: express.co.uk
Imagem: acnur.org
Imagem: blogbauhype.com.br
Imagem: vgc.no
1 de 4
Como vivem os refugiados no Brasil

Voltar ao topo da página