menu
Partilhar

Lenda do curupira: resumo

 
Por Maria Antônia Rocha. 4 maio 2022
Lenda do curupira: resumo
Imagem: Reprodução / Ler & Aprender

Conhecer a cultura brasileira é essencial na educação de todas as crianças durante o ensino básico. E foi provavelmente durante a época da escola que você ouviu falar do folclore brasileiro. O folclore nada mais é do que o conjunto de crenças, lendas, ditos populares, brincadeiras e outras tradições passadas de geração em geração. Aqui no Brasil, é instituído inclusive o Dia do Folclore, comemorado em 22 de Agosto.

Os mitos folcóloricos estão entre os elementos do folclore mais populares. Várias lendas são conhecidas nacionalmente, como a do saci-pereré e a do boto cor-de-rosa. Mas e a lenda do Curupira? Você se lembra do que se trata esse importante personagem folclórico? Fique com a gente que vamos te contar tudo tudo sobre a lenda Curupira: resumo, origens, características e curiosidades. É só continuar lendo!

Também lhe pode interessar: Como fazer um resumo

Resumo da lenda do Curupira

Afinal, quem é o Curupira? Segundo o folclore, Curupira é o nome de um ser mítico que vive nas florestas e atua como guardião das matas. De acordo com a lenda, o Curupira se voltava contra aqueles que entravam na floresta para destruir a vegetação ou matar animais.

A história ainda conta que o ser mítico adorava receber presentes e oferendas dos homens que entravam na floresta, como fumo e cachaça. Além de matar os caçadores e homens que faziam mal aos seres das matas, o Curupira também teria a capacidade de confundir qualquer pessoa que adentrasse nas matas com más intenções, fazendo com que ele(a) se perdesse na floresta e esquecesse o caminho de volta.

Reza a lenda que uma das formas que o Curupira utiliza para demonstra sua presença aos caçadores é o ato de emitir um assovio contínuo e constante. Caso alguém o encontre no meio da mata densa, é indicado pela tradição que se faça um nó em um pedaço de cipó.

Além disso, é consenso entre a maioria das versões da lenda que o Curupira só atormentava aqueles que caçavam por prazer. Quem precisasse caçar animais da floresta para a própria subsistência não era incomodado pelo protetor da floresta.

Características do Curupira

Assim como vários outros seres do folclores, as características do Curupira podem variar bastante de região para região onde a lenda é contada. Mas a marca principal desse ser místico são seus pés virados para o lado contrário, com os calcanhares para frente. Essa característica possibilitava que o rastro deixado por ele no solo da floresta confundisse os caçadores, já que conforme ele andava em uma direção, suas pegadas indicavam o sentido contrário.

Frequentemente o curupira é retratado com baixa estatura e com os cabelos vermelhos vivo lembrando o fogo. Algumas outras características podem variar bastante a depender da parte do país em que a lenda é contada. Em algumas regiões, o ser mítico é careca, já em outras ele tem o corpo coberto de pelos e dentes verdes. Além disso, o Curupira também teria grande força física sobrenatural e seria veloz, capaz de correr muito rápido entre a mata densa.

Reza a lenda que uma das táticas do Curupira para confundir os caçadores era transformar-se em animais e se fingir de caça, para então fugir entre as árvores e fazer com que os homens se perdessem.

Leia mais: O que é folclore

Origem do Curupira

A origem do Curupira é indígena, mas é impossível precisar exatamente onde e quando foi criada. Essa lenda é muito famosa nos estados do Norte do Brasil, em especial o Amazonas e o Pará. Algumas teorias indicam que a lenda do Curupira teria surgido entre o povo nauas, que habita o que hoje conhecemos como estado do Acre. O mito teria sido então transmitido aos caraíbas e, por fim, aos tupis-guarani.

Além disso, a lenda do Curupira é considerada uma das mais antigas do nosso folclore brasileiro. Prova disso é que os primeiros registros da lenda feitos pelos portugueses que aqui chegaram data do século XVI.

O relato inicial dessa lenda foi feito pelo padre jesuíta José de Anchieta, em 1560. Segundo contou o religioso, o curupira seria uma espécie de "demônio" conhecido entre os indígenas por castigar e matar aqueles que entravam nas matas com intenções maliciosas, como destruir a flora e a fauna.

O próprio nome do Curupira sugere sua herança indígena. O termo vem do tupi e é alvo de debate entre os especialistas sobre seu significado. A teoria mais aceita é que o nome curupira significaria "corpo de menino". Mas alguns acadêmicos defendem outros sentidos para esse nome, como "pele de sarna" e "coberto de pústulas".

Conforme foi se espalhando de Norte a Sul pelo vasto território brasileiro, a lenda do Curupira foi ganhando novos nomes. Caapora ou caipora, por exemplo, é o nome pelo qual o curupira é conhecido nos estados do centro do Brasil. Além disso, há indícios de lendas muito parecidas à do Curupira em outros países da América do Sul, como Argentina, Paraguai, Venezuela, Peru e Bolívia.

Veja também: Como fazer fantasia do curupira passo a passo

O Curupira para os povos indígenas

Engana-se quem pensa que a crença em seres folclóricos é coisa do passado. Atualmente, o Curupira continua fazendo parte da mitologia de diversos povos indígenas e comunidades ribeirinhas da Amazônia, que passam para as novas gerações a ideia de que é necessário ter respeito ao adentrar nas florestas.

Em entrevista ao G1, o vice-líder da Comunidade Nova Esperança, Joarlisson Baré, localizada no Rio Negro, disse que "O som que você ouve parece de tapas nas árvores, parece que ele vem com tudo pela floresta e você sente aquela força, aquela energia vindo, chegando perto. Uma vez, um primo foi pescar perto da comunidade e ele ficou desesperado. Era noite e parecia que o curupira estava acompanhando ele com os olhos, na mata. O som era ensurdecedor e dava medo".

Pouca gente sabe, mas existe uma data comemorativa associada à lenda do curupira. É o Dia do Protetor das Florestas, comemorado em 17 de julho. A data tem o objetivo de celebrar a ideia de que é preciso proteger e cuidar das nossas florestas e da sua biodiversidade, assim como fazia o personagem da lenda folclórica.

Se gostou do nosso artigo sobre Lenda curupira: resumo, você também pode se interessar por: Como surgiu o Dia do Saci

Se pretende ler mais artigos parecidos a Lenda do curupira: resumo, recomendamos que entre na nossa categoria de Educação e Formação universitária.

Bibliografia
  • G1. Curupira e matins: comunidade ribeirinha transmite lendas folclóricas aos jovens para preservar cultura. Disponível em: <https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2021/08/01/curupira-e-matins-figuras-que-deixaram-de-ser-lendas-em-comunidade-do-amazonas.ghtml> Acesso em: 24 de abril de 2022.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Lenda do curupira: resumo
Imagem: Reprodução / Ler & Aprender
Lenda do curupira: resumo

Voltar ao topo da página