Partilhar

Escala de Richter e de Mercalli: Quais as diferenças?

 
Por Paula Cassandra. Atualizado: 16 janeiro 2017
Escala de Richter e de Mercalli: Quais as diferenças?

A escala de Richter é famosa por informar qual a intensidade de um terremoto, mas você sabia que existe também outra escala, a de Mercalli? Ambas se complementam na hora de avaliar o impacto dos tremores de terra que acontecem em determinado lugar. Para saber quais as diferenças entre a escala de Richter e a de Mercalli, veja as informações que o umComo.com.br tem para dar a respeito do assunto.

Também lhe pode interessar: Até quanto vai a escala de Richter

Principais diferenças

Em termos gerais, é possível dizer que a principal diferença entre a escala de Richter e de Mercalli é que enquanto a primeira quantifica a magnitude de um tremor de terra, a segunda quantifica a intensidade do mesmo. Em princípio, parece quase a mesma coisa. Para tanto, é importante salientar que magnitude se refere a quanto de energia foi liberada no hipocentro (local onde ocorre o início da ruptura na terra que libera energia na forma de ondas sísmicas) de um terremoto.

Por outro lado, a intensidade, que é medida pela escala de Mercalli, significa os efeitos produzidos pelo terremoto, na superfície terrestre, o que é feito por meio da observação dos danos que o local afetado sofreu. Também são colhidas informações com relatos da população das imediações do abalo. Desse modo, ambas as escalas se complementam, fornecendo informações completas a respeito de cada sismo que ocorre nas mais diferentes partes do mundo.

Escala de Richter e de Mercalli: Quais as diferenças? - Principais diferenças

Medindo os sismos

As duas medidas também são usadas há muitos anos. A escala de Richter foi criada pelos sismólogos norte-americanos Beno Gutenberg e Charles Francis Richter, no ano de 1935. Para identificar a energia sísmica liberada ao longo dos tremores de terra, usam-se os registros sismográficos. No entanto, a escala de Mercalli é mais antiga, tendo sido criada em 1902, pelo sismólogo italiano Giusseppe Mercalli. Outra diferença entre as escalas é que a de Mercalli define distintas intensidades para um mesmo tremor conforme a localidade analisada.

Além disso, a escala de Richter cresce de maneira logarítmica, por conta disso, cada ponto adicionado significa um crescimento 10 vezes maior. Ou seja, um terremoto de magnitude quatro, por exemplo, é 100 vezes maior que um sismo de magnitude dois. Enquanto isso, na escala de Mercalli, um tremor de terra classificado, na escala de Richter, com magnitude sete, por exemplo, que afetou uma região desabitada do deserto, recebe classificação um, na escala de Mercalli. Dessa forma, quando não há danos materiais, a sua medição se baseia principalmente no relato das pessoas sobre a intensidade dos tremores que sentiram dentro de suas casas, prédios e na rua.

Escala de Richter e de Mercalli: Quais as diferenças? - Medindo os sismos

Se pretende ler mais artigos parecidos a Escala de Richter e de Mercalli: Quais as diferenças?, recomendamos que entre na nossa categoria de Formação.

Escrever comentário sobre Escala de Richter e de Mercalli: Quais as diferenças?

O que lhe pareceu o artigo?

Escala de Richter e de Mercalli: Quais as diferenças?
1 de 3
Escala de Richter e de Mercalli: Quais as diferenças?

Voltar ao topo da página