Partilhar

Até quanto vai a escala de Richter

 
Por Márcio Menino. Atualizado: 16 janeiro 2017
Até quanto vai a escala de Richter

A escala de Richter é uma medição criada nos anos 30 do século passado para explicitar a energia que é liberada quando ocorre um terremoto. Ela é apresentada em escala logarítmica para calcular a amplitude sísmica a partir de um determinado ponto, quantificando a magnitude do sismo. Inicialmente foi criada para ser calculada através do registro do sismógrafo de Wood-Anderson. Nesse artigo do umComo vamos explicar até quanto vai a escala de Richter.

Números de uma escala

Embora utilizemos números para definir o mínimo e o máximo na escala de Richter, a realidade é que a escala de Richter não tem um limite definido. Isso ficou provado anos mais tarde através de novos aparelhos de medição mais avançados. Então se descobriu que embora a escala de Richter apresente um nível mínimo de 0, para sismos pequenos, existem muitos terremotos cuja liberação de energia é tão baixa que são considerados de magnitude negativa. Enquanto que outros, nomeadamente aquele que atingiu o Chile em 1960 cuja magnitude recalculada atingiu os 9,5 na escala de Richter, podem ultrapassar a escala que apenas tem o 9 como "limite" máximo, sendo que nesse sentido acaba por ter um limite infinito.

Assim sendo a escala de Richter vai de 0 a 9 contudo, embora atualmente sejam utilizadas outras escalas (Mw) para medição do poder de um terremoto, a escala é tão conhecida para o público em geral que os media continuam utilizando ela para informar as pessoas.

Até quanto vai a escala de Richter - Números de uma escala

Medindo os sismos com Richter

Sabendo que a escala de Richter é feita através de um cálculo logarítmico baseado nas ondas sismográficas e não na energia liberada no epicentro do sismo, podemos afirmar que embora o sismo possa atingir um valor elevado na escala, ele pode representar danos nulos relativamente à sociedade humana, caso ele ocorra numa área deserta ou sem qualquer atividade humana. No entanto se ocorrer perto de uma área urbana fique sabendo que a sua magnitude e força é multiplicada a cada nível. Por exemplo, um sismo de magnitude 4.0 na escala de Richter é dez vezes mais poderoso que um de magnitude 3.0, e cem vezes mais poderoso que um de 2.0.

Na imagem podemos então observar os limites da escala, a intensidade comparativamente com a escala de Mercalli (mede os danos causados à superfície), o número de sismos que ocorrem por ano e também os seus efeitos em áreas povoadas.

Até quanto vai a escala de Richter - Medindo os sismos com Richter

Se pretende ler mais artigos parecidos a Até quanto vai a escala de Richter, recomendamos que entre na nossa categoria de Formação.

Escrever comentário sobre Até quanto vai a escala de Richter

O que lhe pareceu o artigo?

Até quanto vai a escala de Richter
1 de 3
Até quanto vai a escala de Richter

Voltar ao topo da página