Partilhar

Como fazer uma reflexão

 
Por Ketlyn Araujo. 28 setembro 2020
Como fazer uma reflexão

Refletir sobre um tema e traduzir seus pensamentos no papel nos permite exercitar nossas faculdades analíticas e verbais. Isso pode ser motivado por um assunto acadêmico ou um tema pessoal e, mesmo que muita gente saiba o que é uma reflexão, é possível que no momento de pensar nela e escrevê-la você tenha certas dificuldades para começar.

Se é esse o seu caso, não se preocupe. No umCOMO te contamos como fazer uma reflexão com as melhores dicas e exemplos para que você se oriente. Vai dar um pouco de trabalho, mas a experiência será tão gratificante que, quem sabe, pode te motivar até a escrever um ensaio mais extenso sobre determinado tema.

Também lhe pode interessar: Como fazer uma descrição de si mesmo

O que é reflexão crítica

Uma reflexão consiste em expressar nossos pensamentos sobre um tema por meio de argumentos, ponto de vista e outras formas de conhecimento. Qualquer tema pode se transformar em reflexão, e esta pode até virar um texto reflexivo mais completo e complexo, como um ensaio. Os filmes, os livros, os feitos históricos, os conceitos, os fenômenos sociais: tudo pode servir de inspiração para uma reflexão.

As reflexões acontecem quando analisamos um tema além da superfície. Por meio delas, pontas soltas são conectadas e conceitos relacionados, além de significados que podem ser melhor compreendidos.

Características de uma reflexão crítica

As reflexões críticas costumam ser concisas, e não passam de 700 palavras, mas isso vai depender do que for pedido pelo professor de cada matéria. Estas são algumas das características de uma reflexão crítica que você deve levar em conta antes de fazer a sua própria:

  • Sua estrutura é dividida em três partes. Como acontece com os ensaios, uma reflexão deve ter introdução, desenvolvimento e conclusão.
  • A reflexão mantém um tom mais acadêmico ou profissional. Mesmo quando falamos sobre reflexões que falam de obras literárias ou artísticas, o texto deve conservar uma certa objetividade e formalidade quanto à linguagem. Lembre-se de que reflexões são textos intelectuais, não emocionais.
  • Pode ser escrita em primeira pessoa. Geralmente os ensaios são escritos em terceira pessoa, para mostrar mais objetividade, mas a reflexão pode ser escrita em primeira pessoa - isso vai aproximar o pensamento do escritor ao do leitor.
  • O conteúdo é coerente. Em um ensaio reflexivo, os parágrafos se ordenam de maneira lógica para que a evolução da reflexão tenha uma certa forma. Assim, o parágrafo seguinte deve sempre estar relacionado com o anterior.
  • Use transições. Os conectores facilitam que o leitor acompanhe os argumentos ou experiências apresentados na reflexão.
  • Contém uma verdade universal. Ainda que as reflexões partam, inicialmente, do ponto de vista do escritor, sua finalidade é conectar essa perspectiva pessoal com um tema que interesse a todos.

As reflexões podem ser um primeiro passo para textos mais extensos e críticos sobre o tema que você abordou, pois representam o momento em que nos permitimos pensar com mais profundidade sobre algo, além de analisar sua existência e relação com o mundo que nos rodeia. Se você quer saber mais, descubra em nosso artigo como escrever um ensaio crítico.

Como fazer uma reflexão crítica

Como acontece com a maioria dos trabalhos escritos, se você quer aprender como fazer uma reflexão crítica, é necessário seguir certas recomendações que vão te ajudar a dar forma ao texto. No umCOMO te deixamos com alguns importantes conselhos, para que você possa organizar as informações de maneira efetiva e traduzi-las com clareza no papel.

  1. Organize a sua agenda. Planeje um horário para a escolha do tema, um para a investigação e pesquisa e outro para a redação. Dessa forma, você terá certeza de que não vai ultrapassar a data limite de entrega.
  2. Escolha um tema. Se você for escrever uma reflexão para a escola ou faculdade, escolha um tema interessante, tanto para você como para outras pessoas (ou seja, um assunto de valor universal). Avalie, ainda, se será possível encontrar fontes de pesquisa suficientes para que você possa investigar esse tema.
  3. Delimite bem o tema. Já que as reflexões são curtas, quanto mais conciso for o tema que você escolher, melhor, já que isso vai te dar poupar tempo de pesquisa e esforço. Por exemplo, se você quiser falar sobre ecologia, fale de algo mais específico dentro desse nicho, como por exemplo como o plástico afeta a vida marítima e costeira de determinadas regiões. Da mesma maneira, você pode escolher uma cena de um filme ou um capítulo específico de um livro, em vez de abordar essas obras por inteiro. Quando falamos sobre capítulos de livros, inclusive, as reflexões costumam se assemelhar bastante com as resenhas críticas.
  4. Pesquise bastante sobre o tema. Se você quiser escrever sobre um assunto, deve conhecê-lo bem. Mesmo quando você não se considera tão bom com as palavras, saiba que conhecer sobre aquela temática vai te ajudar bastante a refletir sobre por que aquilo acontece, qual o seu valor e como explicá-lo.
  5. Crie uma tese. A reflexão deve girar em torno de suas impressões e considerações sobre o tema escolhido: o que você pensa sobre ele? Apresente uma tese sobre o assunto em questão, e concentre suas energias na busca de informações que te ajudem a verificar se sua tese está correta ou não. Use as informações como argumentos para sustentar as suas ideias.
  6. Faça um brainstorm e reflita sobre o tema. Reúna toda a informação que conseguir e coloque-a em ordem. Pegue os dados que achar mais interessantes e anote-os em um papel. Faça perguntas a si mesmo sobre o que anotou, quais foram as suas impressões, como o tema e a sua tese estão relacionados ao que você investigou.
  7. Prepare um esquema ou um gráfico. A melhor maneira de você não se perder em meio a um mar de informações consiste em criar um esquema. Anote nele as ideias principais que você deseja desenvolver durante a escrita, e relacione essas ideias com as informações que encontrar. Aqui te ensinamos como fazer um esquema no Word facilmente.
  8. Escriba livremente suas ideias. Chegou a hora de escrever! Primeiro, coloque no papel as palavras da forma que elas aparecerem na sua mente, sem se preocupar tanto com a ortografia e redação (elas importam, mas não nesse momento). Se você puder escrever tudo de uma só vez, é melhor, o mais importante é que você consiga concentrar suas ideias.
  9. Evite parafrasear ou escrever ideias que não são originais. Quando você for fazer uma reflexão, é comum repetir o que outro autor já escreveu, ou reescrever informações obtidas de outros lugares, mas evite fazê-lo. Tire um tempo para pensar em quais são as suas ideias sobre o tema, e tenha cuidado para não fazer apenas um resumo sobre ele. É necessário entender qual o seu ponto de vista pessoal sobre aquilo.
  10. Escreva o título e a introdução por último. Ainda que essa decisão também dependa das suas próprias inspirações e gosto, existe um motivo para darmos esta dica. É que, se você desenvolve primeiro o conteúdo, vai conseguir entender melhor suas ideias e ter uma visão mais panorâmica do tema - dessa forma, a introdução será melhor escrita e você saberá exatamente sobre o que falar.
  11. Revise, corrija e edite. Leia o trabalho várias vezes: uma para avaliar gramática e ortografia, outra para revisar a coerência do texto, outra para eliminar parágrafos desnecessários, e uma última para certificar-se de que o texto está bom por completo. Por último, deixamos duas recomendações essenciais: evite repetições de palavras e elimine qualquer parágrafo ou frase que não acrescente ideias relevantes ao ensaio.

Exemplos de reflexão

A melhor maneira de entender como fazer uma reflexão consiste em ler um ou vários exemplos de ensaios reflexivos que te ajudem a entender como os autores conectam suas ideias, conhecimentos e experiências aos temas universais que abordam em seus textos.

Seguir com essa prática vai te ajudar a criar a sua própria voz, tendo como base outros autores. Pensando nisso, aqui te recomendamos alguns ensaios reflexivos bastante interessantes:

  • A Dupla Chama, autor Octavio Paz. Neste livro, vários ensaios filosóficos que refletem sobre o amor no mundo ocidental são reunidos; argumentando que sexualidade e erotismo são seus principais pilares.
  • O Labirinto da Solidão, autor Octavio Paz. Este trabalho é composto por 9 ensaios reflexivos argumentativos focados na identidade dos mexicanos. Neles o autor expõe, a partir de sua visão, como a sociedade mexicana e seus indivíduos enfrentam o mundo.
  • Notas de Um Filho Nativo, autor James Baldwin. Nesta obra, Baldwin analisa a relação que mantinha com o pai, comparando-a com a turbulenta sociedade de sua época (a era dos direitos civis).

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como fazer uma reflexão, recomendamos que entre na nossa categoria de Formação.

Escrever comentário sobre Como fazer uma reflexão

O que lhe pareceu o artigo?

Como fazer uma reflexão
Como fazer uma reflexão

Voltar ao topo da página