Partilhar

Como escrever um ensaio crítico

Por Redação umCOMO. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como escrever um ensaio crítico

Saber lidar com as bases da escrita de qualidade é um processo complicado e difícil de aprender. Não obstante, existem certas regras que nos permitem desenvolver com sucesso determinados textos. Um deles é o ensaio crítico, modalidade muito usada no âmbito universitário. Por isso, a seguir, em umComo.com.br explicamos a você como escrever um ensaio crítico. Desta forma aprenderá seus componentes básicos e escrevê-lo não será para você nenhum problema.

Também lhe pode interessar: Como escrever um ensaio argumentativo

As partes do ensaio crítico

Todo o texto de caráter crítico apresenta uma estrutura clássica, dividida em três partes. A mesma foi exposta há séculos por Aristóteles em sua obra Poética e quase não sofreu mudanças. Estas divisões do texto são:

  • Introdução;
  • Desenvolvimento;
  • Conclusão.

Introdução do ensaio crítico

Nesta parte é importante que capte a atenção do leitor sem deixar de lado o objetivo do texto: apresentar hipóteses em torno da matéria sobre a qual vai desenvolver o conteúdo crítico. Para isso, pode começar usando um episódio, uma frase chamativa ou um dado relevante.

Da mesma forma, é importantíssimo que nesta parte do texto especifique suas ideias, pois trata-se de um espaço muito limitado. De fato, o ideal é que ocupe por volta de 20% do total do texto.

Além disso, na introdução deve propor de forma clara a hipótese de seu trabalho, transmitindo ao leitor qual é o seu ponto de vista e os aspectos que vai desenvolver a seguir. Em outras palavras: as ideias principais que serão expostas no desenvolvimento.

Desenvolvimento do ensaio crítico

Esta é a parte mais extensa do ensaio crítico. Pode ocupar facilmente 60% do total do texto, por isso deve ser organizada internamente com uma dose de coerência.

Para isso, o melhor é que vá parágrafo por parágrafo, explicando em cada um deles as ideias principais anunciadas na introdução. Esta tarefa é complicada pois requer uma capacidade de síntese importante. Assim, tente ilustrar as ideias com exemplos, frases de especialistas que deem validade ao seu argumento crítico; tente ainda se antecipar às possíveis respostas geradas pelo leitor.

Conclusão do ensaio crítico

Esta parte do ensaio crítico é a recapitulação dos aspectos aos quais chegou através do desenvolvimento das ideias que propôs. Em suma: trata-se de englobar aqueles aspectos que deseja transmitir ao leitor, cumprindo uma função importantíssima no ensaio crítico.

Da mesma maneira, as conclusões devem ser curtas, para não ocupar (de preferência) um espaço superior a 20% do total do texto, portanto é preciso finalizar muito bem e usar as palavras mais adequadas para cada proposta sintetizada.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como escrever um ensaio crítico, recomendamos que entre na nossa categoria de Formação.

Escrever comentário sobre Como escrever um ensaio crítico

O que lhe pareceu o artigo?

Como escrever um ensaio crítico
Como escrever um ensaio crítico

Voltar ao topo da página