Partilhar

Como estimular a criança a desenhar

Por Samanta Fluture. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como estimular a criança a desenhar

Toda criança adora desenhar! É algo simples, divertido e que pode ser feito em qualquer lugar e a qualquer momento. Tudo o que as crianças precisam é ter materiais à disposição. Para as mães mais desencanadas, uma parede inteira reservada só para essa atividade é o sonho de qualquer criança!

Parece só uma brincadeira quando falamos assim, mas na realidade desenhar é coisa séria. Estudos comprovam que a prática do desenho quando nas primeiras idades ajuda a desenvolver habilidades motoras, criatividade e se expressar melhor.

Se você está preocupada que seu filho não demonstra interesse em desenho, ou ainda não criou esse hábito e você gostaria de incentivá-lo a fazer isso, separamos aqui algumas dicas de como estimular a criança a desenhar.

Também lhe pode interessar: Como estimular a fala da criança

Trabalhe a inteligência visual

Existem diversos tipos de inteligência que desenvolvemos ao longo do tempo, em diferentes níveis devido aos estímulos que sofremos (ou não sofremos) durante a vida. A base disso são características emocionais e cognitivas extremamente pessoais, ou seja, cada um tem a sua. A partir daí, o meio em que vivemos e o que fazemos diariamente passam a interagir com esses fatores, sendo assimilados pelo nosso cérebro e o transformando. É por isso que existe a possibilidade de estimular uma criança a desenhar, por exemplo.

No caso deste artigo, vamos falar da inteligência visual e espacial. Esta se resume à sensibilidade e habilidades para lidar com formas e objetos mentalmente, que representamos de forma visual ou especial em nossa mente. Se a sua criança tem facilidade em jogos como quebra-cabeça e também é sensível aos detalhes, pode ser que esse tipo de inteligência nela seja aguçado.

Jogos e brinquedos de montar, como origami, tetris e lego, possuem funções similares ao desenho, por exemplo. Principalmente colagens e esculturas com papel, ou copiar objetos reais ao desenhar. Fazer tais atividades com regularidade ajudará a desenvolver essa inteligência.

Tenha variedade de materiais para a criança experimentar

É muito importante que a criança descubra até onde o desenho a pode levar. Isso implica em oferecer diferentes materiais para que se experimente cada um. Você não precisar ensinar variadas técnicas ou o domínio de cada material, quanto ao seu uso correto. A criança deve se sensibilizar e, com a prática e os sentidos, perceber a melhor maneira de usá-lo. A não ser objetos como cola e tesoura, que necessitam de atenção. Além disso, a variedade de materiais pode gerar a curiosidade e o interesse da criança em algum foco específico, como as tintas coloridas.

Vamos listar aqui alguns dos materiais de maior sucesso entre as crianças, tanto na hora da diversão quanto para ensinar:

  • Lápis de cera (ideal para os primeiros passos no desenho);
  • Giz (quebra com dificuldade, por isso vai exigir que a criança se concentre ao usar e adquira habilidade na intensidade do traço);
  • Marcadores ou “canetinhas” (serve para qualquer superfície e possuem enorme variedade, o que proporciona uma liberdade na hora de criar, além de exercício de coordenação motora e de pressão);
  • Pintura (é divertido usar o pincel ou os dedos, permite criar novos efeitos, descobrir cores fazendo misturas, adquirir novos conceitos de coordenação, pressão e traço e até a usar outros sentidos);
  • Papel (brincar com texturas e cores ajuda a criança a ganhar noção de espaço e a planejar o desenho).
Como estimular a criança a desenhar - Tenha variedade de materiais para a criança experimentar

Crie um “cantinho do desenho” em casa

Ao dedicar um canto da sua casa ao desenho, mesmo que uma simples mesa com todos os materiais à disposição da criança, estará estimulando a prática e ainda deixará ela mais à vontade. Outra dica importante é mostrar o quanto a família aprecia seus desenhos. Pendure-os neste cantinho, dê de presente aos familiares ou até crie “exposições” chame visitas. Tudo isso trará segurança para a criança, que talvez seja o que está faltando para ela desenhar e se expressar mais.

Elogie, não tenha regras e participe!

Com a mesma função de demonstrar incentivo, conforto e dar segurança, é importante elogiar os desenhos da criança. Porém, é preciso também mostrar outros caminhos, para que não fiquem acomodados e deixem de praticar. Outra dica é não impor regras aos desenhos. Afinal, não existe certo ou errado, feio ou bonito nestes casos. O principal é estimular a tentativa e deixar os erros de lado. Além disso, que tal desenhar também? Participe desenhando com seu filho, proponha temas como famílias ou datas do ano, e criem um universo inteiro juntos!

Como estimular a criança a desenhar - Elogie, não tenha regras e participe!

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como estimular a criança a desenhar, recomendamos que entre na nossa categoria de Ser Pai e Mãe.

Escrever comentário sobre Como estimular a criança a desenhar

O que lhe pareceu o artigo?

Como estimular a criança a desenhar
1 de 3
Como estimular a criança a desenhar

Voltar ao topo da página