Partilhar

200 sobrenomes americanos raros e comuns

 
Por Yasmin Fonseca. Atualizado: 1 agosto 2019
200 sobrenomes americanos raros e comuns

Assim como o Brasil, os Estados Unidos da América são um país que surgiu em razão de diversos processos de migração, sendo assim, podemos encontrar família de muitas origens diferentes coexistindo no mesmo território. Ainda que geralmente nomes e sobrenomes americanos sejam de origem europeia, alguns tiveram mais fama no novo continente e acabam sendo mais conhecidos como nomes americanos. Se você tem curiosidade acerca do assunto, veja nesse artigo do umCOMO uma lista com 200 sobrenomes americanos raros e comuns e suas origens.

Também lhe pode interessar: 270 sobrenomes franceses

100 sobrenomes americanos mais comuns

Por ter sido um país colonizado pela Inglaterra, a grande maioria dos sobrenomes americanos femininos e masculinos são ingleses e podem ser facilmente encontrados na Inglaterra até o dia de hoje, prova disso são famosos como Christopher Lee, Phil Collins e Lily Allen, todos ingleses com sobrenomes que se encontram na lista acima.

Com a forte presença da população latina, principalmente de origem mexicana, muitos sobrenomes originalmente espanhóis também acabam entrando para a lista, exemplos são os sobrenomes Hernandez, Gonzalez e Garcia. A presença latina nos Estados Unidos é tão forte que, em sua campanha, George W. Bush utilizou a frase "El sueño americano es para todos", visando se comunicar com tal parte da população, reafirmando sua existência.[2]

  1. Smith;
  2. Johnson;
  3. Williams;
  4. Jones;
  5. Brown;
  6. Davis;
  7. Miller;
  8. Wilson;
  9. Moore;
  10. Taylor;
  11. Anderson;
  12. Thomas;
  13. Jackson;
  14. White;
  15. Harris;
  16. Martin;
  17. Thompson;
  18. Garcia;
  19. Martinez;
  20. Robinson;
  21. Clark;
  22. Rodriguez;
  23. Lewis;
  24. Lee;
  25. Walker;
  26. Hall;
  27. Allen;
  28. Young;
  29. Hernandez;
  30. King;
  31. Wright;
  32. Lopez;
  33. Hill;
  34. Scott;
  35. Green;
  36. Adams;
  37. Baker;
  38. Gonzalez;
  39. Nelson;
  40. Carter;
  41. Mitchell;
  42. Perez;
  43. Roberts;
  44. Turner;
  45. Phillips;
  46. Campbell;
  47. Parker;
  48. Evans;
  49. Edwards;
  50. Collins;
  51. Stewart;
  52. Sanchez;
  53. Morris;
  54. Rogers;
  55. Reed;
  56. Cook;
  57. Morgan;
  58. Bell;
  59. Murphy;
  60. Bailey;
  61. Rivera;
  62. Cooper;
  63. Richardson;
  64. Cox;
  65. Howard;
  66. Ward;
  67. Torres;
  68. Peterson;
  69. Gray;
  70. Ramirez;
  71. James;
  72. Watson;
  73. Brooks;
  74. Kelly;
  75. Sanders;
  76. Price;
  77. Bennett;
  78. Wood;
  79. Barnes;
  80. Ross;
  81. Henderson;
  82. Coleman;
  83. Jenkins;
  84. Perry;
  85. Powell;
  86. Long;
  87. Patterson;
  88. Hughes;
  89. Flores;
  90. Washington;
  91. Butler;
  92. Simmons;
  93. Foster;
  94. Gonzales;
  95. Bryant;
  96. Alexander;
  97. Russell;
  98. Griffin;
  99. Diaz;
  100. Hayes.

Veja também: 200 sobrenomes franceses.

Alguns sobrenomes americanos e seus significados

  • Smith: o mais comum entre os sobrenomes norteamericanos tem sua origem no inglês antigo e significa "aquele que trabalha com metal", da mesma forma que surgiu o sobrenome "Ferreira" em português;
  • Johnson: o sobrenome é uma junção de John + son, que em português é o equivalente a "filho de João". A origem do nome é católica e faz referência a João Batista, pregador de grande relevância no cristianismo;
  • Williams: é uma variação do nome de origem francesa Wilhelm;
  • Jones: assim como Johnson, Jones significa "filho de João" e pode ser interpretado como "favorito de Deus".

50 sobrenomes americanos raros

Quando falamos em sobrenomes americanos raros é preciso considerar que os Estados Unidos receberam e continuam a receber uma grande quantidade de imigrantes e estipula-se que 1 de cada 5 imigrantes no mundo tenham o país como destino.[2]Em razão da grande diversidade da origem da população do país, encontramos no país diversos sobrenomes americanos incomuns como:

  1. McCracken;
  2. Snyder;
  3. Sullivan;
  4. Fitzgerald;
  5. Walsh;
  6. Duncan;
  7. Griffith;
  8. Costello;
  9. Atkinson;
  10. McLaughlin;
  11. Daugherty;
  12. Saunders;
  13. McBride;
  14. Shaw;
  15. Schwartz;
  16. Montgomery;
  17. Schmidt;
  18. Zimmerman;
  19. Faulkner;
  20. Pollock;
  21. Weber;
  22. Ballard;
  23. O'Hara;
  24. Fletcher;
  25. Vaughn;
  26. Conway;
  27. Dempsey;
  28. Barker;
  29. Sheridan;
  30. Reese;
  31. Ramsey;
  32. Sheridan;
  33. Salisbury;
  34. Donovan;
  35. Morrow;
  36. O'Connell;
  37. Kerr;
  38. Sinclair;
  39. Hagan;
  40. Stack;
  41. Hahn;
  42. Hutchison;
  43. Calhoun;
  44. Schroeder;
  45. Moser;
  46. Frazier;
  47. Lynch;
  48. Higgins;
  49. Barr;
  50. Mooney.

Os sobrenomes acima soam bastante diferentes dos que estão na lista dos 100 mais comuns pois, em sua maioria, não têm origem inglesa ou latina, já que chegaram aos Estados Unidos graças a imigrantes de outros países próximos como a a Irlanda e a Escócia por isso podem ser, de certa forma, considerados sobrenomes americanos raros.

50 sobrenomes chiques americanos

Além dos sobrenomes americanos raros, existem aqueles considerados por muitos como, sobrenomes bonitos americanos, que costumam ser aqueles que soam um tanto chiques por ter origem antiga e europeia, sendo mais comuns na Inglaterra. Confira abaixo uma lista com 50 desses sobrenomes:

  1. Garfield;
  2. Blackwood;
  3. Byron;
  4. Cornish;
  5. Crawford;
  6. Pinkerton;
  7. Westcott;
  8. Hadleigh;
  9. Hampton;
  10. Fawcett;
  11. Graham;
  12. Brixton;
  13. Breeden;
  14. Appleton;
  15. Ashworth;
  16. Hambleton;
  17. Haward;
  18. Webster;
  19. Hawkins;
  20. Howland;
  21. Kendricks;
  22. Lyndon;
  23. Priestley;
  24. Radcliff;
  25. Chapman;
  26. Rutherford;
  27. Sheppard;
  28. Sharman;
  29. Seward;
  30. Thorn;
  31. Underwood;
  32. Annesley;
  33. Willoughby;
  34. Ackworth;
  35. Loddington;
  36. Corbett;
  37. Goodwin;
  38. Haddock;
  39. Middleton;
  40. Nottingham;
  41. Chamberlain;
  42. Rufford;
  43. Roland;
  44. Latham;
  45. Lawnder;
  46. Folsham;
  47. Canon;
  48. Ruggwain;
  49. Winfield;
  50. Rondel.

Ainda que atualmente os sobrenomes tenham função de identificar um indivíduo, há séculos atrás muitos dos utilizados até hoje foram criados com o intuito de demonstrar o ofício de quem o tem, a exemplo dos ferreiros que originaram o comum sobrenome Smith. Além disso, em famílias ricas e nobres, os sobrenomes serviam para demonstrar seu território originário.

Alguns dos sobrenomes americanos raros ou incomuns como os acima estão na categoria nobre, a exemplo de Annesley, originalmente designado a uma nobre família de um condado em Nottinghamshire, localizado no interior da Inglaterra. Sobrenomes do tipo são muito comuns em países que passaram por períodos nos quais a nobreza era forte e fazer parte de tais famílias nobres distinguia o individuo do povo habitante do condado., o que explica serem esses sobrenomes americanos diferentes e difíceis de serem encontrados.

Veja também: 172 sobrenomes imigrantes italianos e suas origens.

Dicas para aprender inglês mais rápido

Já não há dúvidas: o inglês é o idioma por excelência em qualquer parte do mundo, além da chave que pode abrir muitas oportunidades profissionais. O problema é que estudar inglês não está ao alcance de todos os bolsos. Agora que você já conhece os sobrenomes americanos, deixamos algumas dicas para estudar inglês sem gastar muito:

  • O cinema em versão original e com legendas é uma ótima forma de aprender um idioma a partir de casa.
  • A rádio e a televisão também são de grande ajuda quando queremos estudar inglês grátis. Além disso, você aprenderá frases típicas e ampliará seu vocabulário. Mas também não se esqueça que na Internet pode sintonizar diferentes canais de rádio e televisão online, de países onde falam inglês. Você pode inclusive baixar aplicativos para aprender inglês em seu celular, e escutar este idioma em qualquer parte.
  • Para muitos estudantes, a conversão é a parte mais difícil na hora de aprender um idioma. Isto também acontece com você? Se você quer melhorar sua fluidez, uma boa ideia para fazer isso é com intercâmbios de idiomas, com pessoas que querem aprender inglês grátis ou qualquer outra língua. Eles costumam ser organizados em bares e restaurantes de qualquer canto do mundo. Informe-se!
  • Mas se o que precisa é colocar em dia a gramática, nada melhor do que uma boa sessão de estudo em inglês na biblioteca, onde você encontrará livros para todos os níveis e necessidades, que ajudarão você a melhorar outra parte muito importante de qualquer idioma: a leitura. E também não se esqueça de consultar jornais e revistas de países anglo-saxônicos, porque são um recurso muito prático.

Se pretende ler mais artigos parecidos a 200 sobrenomes americanos raros e comuns, recomendamos que entre na nossa categoria de Relações Familiares.

Referências
  1. https://www.rong-chang.com/namesdict/100_last_names.htm
  2. http://www.scielo.br/pdf/ea/v20n57/a06v2057.pdf

Escrever comentário sobre 200 sobrenomes americanos raros e comuns

O que lhe pareceu o artigo?

200 sobrenomes americanos raros e comuns
200 sobrenomes americanos raros e comuns

Voltar ao topo da página