Partilhar

De onde vem a água que consumimos

 
Por Márcio Menino. Atualizado: 16 janeiro 2017
De onde vem a água que consumimos

Todos os dias a consumimos tanto para beber como para as mais variadas tarefas, é provavelmente o bem mais essencial à face do planeta sendo que todos os seres vivos, animais e plantas não podem viver sem ela. Contudo para nós é tão fácil obter quanto abrir uma torneira. Chegamos ao ponto de a desperdiçar quando lavamos roupa, loiça e descarga no banheiro. Sim adivinhou, estou falando da água, a potável, aquela que dá para beber sem problemas. Mas afinal de onde vem a água que consumimos? Neste artigo do umComo nós ensinamos.

Também lhe pode interessar: De onde vem a água da chuva

Um caminho longo

Pode não parecer mas a água para chegar à nossa torneira tem um longo caminho pela frente. Desde o curso de água mais próximo até à estação de tratamento de águas (ETA), para depois seguir o seu caminho até nossa casa. Em algumas cidades, a água é extraída diretamente do rio que passa junto ou de uma reserva próxima. No Médio Oriente alguns países utilizam estações de dessalinização para retirarem o sal da água do oceano. No Brasil o caso de São Paulo é provavelmente o mais estranho, a água vem de uma represa junto ao limite com Minas Gerais, e percorre um caminho de 100 km (metade em tubos e tubulações) até chegar na cidade.

De onde vem a água que consumimos - Um caminho longo

Tratando a água

Antes da água se tornar potável e ser distribuída pela rede urbana chegando nas torneiras, ela tem de atravessar um tratamento de limpeza na ETA. A água chega do curso de água e é canalizada para um tanque onde a velocidade da mesma se vai perdendo, geralmente a ETA é construída em zonas baixas e a montante dos rios para aproveitar a força da gravidade. Nessa estação, o primeiro filtro é uma grelha que impede os pedaços maiores de seguirem "viagem" na água, como galhos, folhas, pedras entre outros.

Depois são adicionados alguns químicos para eliminar as matérias orgânicas (bactérias e afins) e também os metais pesados. Em seguida é adicionada soda ou cal para reajustar o pH da água. Após este procedimento a água ainda vai ter de passar por dois processos: a coagulação e a floculação.

De onde vem a água que consumimos - Tratando a água

Coagulação e Floculação

Na coagulação, é adicionado sulfato de alumínio e cloreto férrico, depois a água é agitada violentamente, para que as partículas sujas fiquem desestabilizadas. Quanto à floculação é um processo em que a água é misturada lentamente para que as partículas sujas se juntem em flocos mais fáceis de retirar.

Em seguida a água com os flocos passa pela decantação, onde através da gravidade são separados da água. A partir daí a água passa por um filtro de carvão, pedras e areia, onde o resto da sujeira fica retida e fazem a correção final de pH, para evitar o desgaste das tubulações, e por fim é adicionado flúor e cloro para prevenção de cáries e eliminação das bactérias e vírus. Por fim chega à nossa torneira.

De onde vem a água que consumimos - Coagulação e Floculação

Água engarrafada

A água engarrafada é extraída da própria fonte natural, sendo que passa por vários processos para que sejam igualmente eliminadas possíveis bactérias e vírus, e fique boa para consumo. Contudo, são sujeitas a tratamentos que não danificam as propriedades naturais da água de nascente.

De onde vem a água que consumimos - Água engarrafada

Se pretende ler mais artigos parecidos a De onde vem a água que consumimos, recomendamos que entre na nossa categoria de Formação.

Escrever comentário sobre De onde vem a água que consumimos

O que lhe pareceu o artigo?

De onde vem a água que consumimos
1 de 5
De onde vem a água que consumimos

Voltar ao topo da página