Partilhar

As fases de desenvolvimento da criança segundo Freud

Por Nídia do Carmo. Atualizado: 16 janeiro 2017
As fases de desenvolvimento da criança segundo Freud

Sigmund Freud foi um dos psicólogos mais influentes do mundo nos últimos dois séculos. As suas teorias radicais sobre a sexualidade e o inconsciente impressionaram a sociedade conservadora do final do século XIX, numa época em que a criança era sinônimo de pureza e considerada um ser não sexual. Segundo Freud, a sexualidade evolui nas crianças através cinco de etapas de desenvolvimento. Isto permite que os pais reconheçam as manifestações psicossexuais infantis e lidem melhor com situações tabu como encontrar seu filho se masturbando. As fases de desenvolvimento da criança segundo Freud se dividem em fase oral, fase fálica, fase anal, período de latência e fase genital. Saiba o que cada uma representa e entenda o comportamento do seu filho, lendo este artigo do umComo.

Também lhe pode interessar: Como estimular a fala da criança

Fase oral

A fase oral tem início no momento em que o bebê nasce até completar um ano, aproximadamente. A criança é estimulada pela boca (o seu meio de contato com o mundo que a rodeia) e experiencia dor, frustração e satisfação através de pulsões orais. O seu principal objeto de desejo é o seio materno, que proporciona alimento e satisfação ao neném. Morder, mastigar, sugar e comer são sinônimo de prazer independente da fome. A fase oral é, também, marcada pela ligação entre a mãe e o bebé e se caracteriza por ser o período em que a base da personalidade e o ego são formados. Cores fortes chamam a atenção da criança e ela leva tudo o que pega à boca nessa fase, que é também o período de reconhecimento externo.

As fases de desenvolvimento da criança segundo Freud - Fase oral

Fase anal

A fase anal decorre entre o primeiro e o terceiro ano de vida. O foco de prazer deixa de ser a boca e passa a ser o ânus e o controlo da tensão intestinal. É nesta fase que o bebé aprende a controlar a sua defecação e a lidar com a frustração de não poder suprimir as suas necessidades de forma imediata. Os mecanismos desenvolvidos para assimilar esta frustração influenciam a formação da personalidade, como acontece na fase oral. Quanto maior for a capacidade de aguentar a vontade de defecar, maior é a atenção e o elogio que os pais oferecem. A manipulação do próprio sistema de evacuação também pode ser usada para destituir os progenitores. As crianças que se encontram na fase anal são estimuladas quando entram em contacto com substâncias de consistência idêntica às fezes, como plasticina e barro. Esta é, também, a fase de absorção de normas sociais.

As fases de desenvolvimento da criança segundo Freud - Fase anal

Fase fálica

O estágio fálico é, segundo Freud, o mais importante e acontece entre os quatro e os seis anos de idade, sensivelmente. Nesta etapa psicossexual a criança apresenta um comportamento marcado pelo narcisismo e volta a sua atenção para a região genital. A criança imagina, inicialmente, que ambos o gêneros têm um pênis. Quando confrontadas com as diferenças entre o corpo feminino e masculino, as crianças desenvolvem teorias sexuais infantis. Este comportamento pode ser manifestado através do "complexo de castração", em que as crianças imaginam que as meninas não possuem pênis porque o mesmo foi arrancado. É comum as meninas se sentirem incompletas, sentindo inveja da ausência de pênis. Esta é também a fase em que surge o Complexo de Édipo - o menino apresenta uma atração pela mãe e a menina pelo pai (Complexo de Electra). Ciúmes da mãe (no caso das meninas) e do pai (no caso dos meninos) são comuns neste período. Acesse este artigo para saber mais sobre o que é o complexo de Édipo.

As fases de desenvolvimento da criança segundo Freud - Fase fálica

Período de latência

O período de latência tem início aos 5 anos, aproximadamente, e prolonga-se até ao início da puberdade. É uma fase relativamente tranquila porque as fantasias e impulsos de ordem sexual são substituídas pelo desenvolvimento cognitivo e pela absorção de normas e valores sociais. Participe ativamente no desenvolvimento intelectual e moral dos seus filhos através destas dicas que explicam como melhorar a concentração das crianças e como ensinar valores a uma criança. Neste estágio, o desenvolvimento do ego e do superego continua e os desejos sexuais não são atendidos, sendo reprimidos e só se manifestando na fase posterior. O período de latência é o estágio de aprofundação de amizades e laços sociais.

As fases de desenvolvimento da criança segundo Freud - Período de latência

Fase genital

A fase genital é a última das etapas de desenvolvimento psicossexual e corresponde ao período da adolescência. Neste período, as pulsões sexuais voltam a manifestar-se: há um retorno da libido à zona genital e surge um interesse em relações amorosas. É a primeira vez que a criança ganha interesse em procriar. As fases anteriores determinam a escolha do parceiro, assim como todas as escolhas até ao final da nossa vida, de acordo com Freud. Caso tenham ocorrido conflitos sexuais não resolvidos nas fases que decorreram até este período, estes tendem a emergir na fase genital (como a homossexualidade, segundo o psicólogo). O jovem perde a identidade infantil e, pouco a pouco, passa a assumir uma identidade adulta.

As fases de desenvolvimento da criança segundo Freud - Fase genital

Se pretende ler mais artigos parecidos a As fases de desenvolvimento da criança segundo Freud, recomendamos que entre na nossa categoria de Ser Pai e Mãe.

Escrever comentário sobre As fases de desenvolvimento da criança segundo Freud

O que lhe pareceu o artigo?
4 comentários
yara
Texto muito bom, claro e de fácil entendimento.
Nídia do Carmo (Editor/a de umCOMO)
Oi Yara! Valeu pelo comentário :) Continue acompanhando nossos artigos!
luis xavier justino justino
muito bom.
Editor umComo.com.br
Oi Luis! Muito obrigado pelo seu comentário ;)
Christiane
Hoje em dia temos muita informação e isso e bom, claro. Mas o que muitas vezes me incomoda são as novas informações. Seu texto e brilhante Freud, gde pesquisador, psicanalista o pai da psicologia!!!! Mas ando lendo textos como o famoso "terrible two" e fico estarrecida com a pobreza com que o assunto e tratado! As crianças são avaliadas em seus comportamentos, ali visíveis, de uma forma que eu considero pobre e as dicas então??? Devemos ter paciência ou e a fase e mais consistente que conseguem dizer!!! Qual sua opinião???
Alexandra Faria
Informação interessante, ainda mais porque existem muitos pais que não conseguem lidar com a sexualidade dos filhos e por falta de informação ou formação familiar deficiente acabam por afetar a vida sexual dos filhos, de forma negativa.
Nídia do Carmo (Editor/a de umCOMO)
Olá Cláudia!

Para receber todas as novidades desta categoria umComo, selecione a opção "Avisem-me quando publicarem mais artigos nesta categoria: Aprendizagem, cuidado e desenvolvimento da criança e a Newsletter." quando inserir um comentário.

Obrigada pelo seu comentário!

As fases de desenvolvimento da criança segundo Freud
1 de 6
As fases de desenvolvimento da criança segundo Freud

Voltar ao topo da página