Partilhar
Partilhar em:

Sangue na fralda do bebê, o que pode ser?

Passo a Passo
 
Sangue na fralda do bebê, o que pode ser?

Quando os pais enxergam sangue na fralda do seu filho pequeno podem levar um susto, em um primeiro momento. No entanto, existem várias razões para que isso aconteça e poucas delas são realmente preocupantes ou graves. Por isso, é importante saber quais são todas as possíveis causas e, em caso de dúvida, conversar com o pediatra para que não haja complicações. Para ajudar você nessa hora a identificar as possíveis razões, confira as informações reunidas pelo umCOMO sobre o que pode ser sangue na fralda do bebê.

Também lhe pode interessar: Como trocar a fralda a um bebê
Passos a seguir:
1

Existem motivos diferentes para aparecer sangue na fralda do bebê, sendo que a maioria deles não é razão para preocupação, mesmo assim, é importante saber do que se trata. Em recém-nascidos que mamam no seio, uma possibilidade é a dele ter engolido o sangue de um mamilo que tenha rachado. É comum que essas rachaduras sejam pequenas e imperceptíveis para os pais, no entanto, não é prejudicial ao bebê ter engolido esse sangue, que é um pouco mais escuro. A mãe pode continuar dando de mamar normalmente e, além disso, em breve o machucado vai cicatrizar.

2

Outra razão para aparecer sangue na fralda é se o bebê estiver com um machucado ou uma fissura no ânus, já que a pele ali é bastante fina. Esse é o motivo mais provável no caso da criança estar com prisão de ventre, uma vez que o problema deixa as fezes muito duras, podendo levar a um corte na região anal. No entanto, não é a muito comum esse problema em recém-nascidos que se alimentam apenas do leite materno.

3

Outra razão são as assaduras, que da mesma forma machucam a pele do bebê e podem sangrar. É possível identificar o problema por meio da pele vermelha e irritada do bumbum, sendo possível que o sangramento ocorra depois que você limpar o seu bebê. Nesse caso, o mais comum é que o vermelho tenha um tom mais vivo.

Os recém-nascidos também podem apresentar uma urina mais concentrada, com cristais de urato, o que pode aparecer na fralda na cor avermelhada ou vermelho-alaranjado, assemelhando-se ao sangue. É normal e não tem motivo para preocupação, desde que esses cristais apareçam apenas nos primeiros dias de vida da criança.

4

Quando se trata de meninas, existe mais uma explicação para o sangue na fralda, ainda mais se for recém-nascida. Elas passam, logo depois de nascerem, por mudanças hormonais, devido à mudança de ambiente, de dentro para fora do útero. Essas alterações são normais e podem causar um tipo de mini-menstruação, na qual além de sangue pode haver um pouco de muco. Também pode acontecer em meninas com algumas semanas e até mesmo meses de vida, e mais, o sangue pode aparecer por mais de um dia.

5

Já quando os bebês são maiores e consomem outros alimentos, além do leite materno, o sangue na fralda pode ser na verdade os corantes presentes nos alimentos, como a gelatina. A beterraba pode dar a mesma impressão, porém, não é recomendado oferecer alimentos industrializados às crianças.

6

Alergia alimentar, como ao leite de vaca, também pode deixar um pouco de sangue na fralda do bebê, mesmo que ele só se alimente de leite materno. Nesse caso, o bebê está tendo a reação alérgica por causa do leite de vaca ingerido pela mãe, já que tudo o que ela consome entra no leite materno e é ingerido pelo bebê também. Por isso, é muito importante ter uma vida saudável e bons hábitos alimentares até mesmo durante o pós-parto, quando você estiver amamentando.

7

Uma razão que merece um pouco mais de preocupação é no caso de uma infecção intestinal, que pode deixar sangue na fralda do bebê. Isso acontece se o problema for grave, indicando que o intestino da criança sofreu algum dano. Nesse caso, aparecem outros sintomas, como diarreia, dor abdominal, febre e vômitos.

8

O sangue também pode ser um efeito colateral da vacina contra o rotavírus, o que, aliás, é motivo de polêmica. A vacina combate uma doença muito grave nos bebês, que afeta grande parte deles, no entanto, pode causar esse e outros sintomas adversos em torno de 40 dias após a vacinação. Para saber a importância e riscos da vacina converse com o pediatra. Fale com o mesmo se o sangue na fralda do seu filho não estiver relacionado com as razões aqui descritas. De qualquer forma, na visita periódica com o profissional não deixe de comentar a respeito do ocorrido.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Sangue na fralda do bebê, o que pode ser?, recomendamos que entre na nossa categoria de Ser Pai e Mãe.

Comentários (0)

Escrever comentário sobre Sangue na fralda do bebê, o que pode ser?

O que lhe pareceu o artigo?

Sangue na fralda do bebê, o que pode ser?
1 de 3
Sangue na fralda do bebê, o que pode ser?