Partilhar
Partilhar em:

Por que pessoas inteligentes são solitárias?

Por que pessoas inteligentes são solitárias?

Uma das principais características do ser humano é o fato de ser um animal social por natureza, com tendência para buscar apoio e companhia dos demais membros do seu grupo. Contudo, existem sempre excepções a esta regra pois todas as pessoas não são todas iguais. Existem pessoas que preferem a solidão à companhia, gente solitária que, quando passa um tempo com pessoas sente falta do conforto da solidão.

A verdade é que muitos estudos sobre essa matéria demonstraram que os coeficientes altos são muito mais propensos à solidão. Você tem um amigo que nunca aparece nos encontros e fica em casa? Você se identifica com essa situação? Continue lendo esse artigo pois o umCOMO explica por que pessoas inteligentes são solitárias.

Também lhe pode interessar: Como reconhecer uma pessoa tóxica

As pessoas inteligentes são anti-sociais?

Um estudo publicado no British Journal of Psychology analisou a relação que existe entre a socialização e o nível de interação social das pessoas com a sua felicidade. A resposta foi clara: a quantidade de relações sociais é um indicativo de satisfação, ou seja, quanto mais amigos você tenha e mais tempo passe com eles, mais feliz você será. Contudo, existem pessoas que são uma excepção.

As pessoas muito inteligentes não seguem o mesmo padrão que a maioria pois sentem menos satisfação com a vida quando possuem muitas interações sociais, preferindo assim a solidão para serem felizes. A razão científica que suporta o estudo é o fato das relações sociais e os compromissos serem um obstáculo para que estas pessoas trabalhem no que querem. Enquanto você vai ao cinema com os seus amigos, não pode estar lendo, escrevendo ou compondo, pelo que sentem que perdem tempo e isso afeta a sua percepção de felicidade.

As pessoas são solitárias por evolução

Mas, além disso, em que momento começou a existir esta diferença entre as pessoas inteligentes e as restantes na hora de interpretar a sua própria felicidade? A resposta pode ser encontrada na evolução e nas mudanças da nossa sociedade nos últimos tempos.

O ser humano é social por natureza e isso se deve, em grande parte, a todas as limitações que temos como espécie a nível físico. Nas suas origens, para poder caçar, por exemplo, era necessário existir uma grande colaboração entre os membros de um grupo e a resolução dos problemas dependia do grau de interação que existia entre eles. No momento em que estas necessidades básicas foram solucionadas e um indivíduo passou a poder resolver is problemas por sua conta, a necessidade de ter a companhia de outros é menor.

Segundo alguns investigadores, as pessoas inteligentes estão mais evoluídas do que o resto da população em relação às suas necessidades básicas e à forma de resolver os próprios problemas da nossa espécie. Por esse motivo, o instinto de que faz com que procurem a companhia de outros não é tão forte. Todos queremos amigos e aliados que nos possam ajudar em determinados momentos, mas as pessoas muito inteligentes sentem que não necessitam disso pois podem fazer tudo sozinhas.

Resumindo, as pessoas muito inteligentes acreditam que, para ser feliz, é muito mais importante desfrutar do seu tempo e do seu espaço para trabalhar nos seus interesses e atingir os objetivos que definiram para eles mesmos do que passar tempo com outras pessoas, algo que muita vezes é visto como uma interrupção indesejada. Além disso, socializar não é uma prioridade para elas, pois sentem que não têm necessidade de fazê-lo para superar os desafios do dia-a-dia. Não é que não se importem com as pessoas ou que não pensem na família, apenas possuem uma ordem de prioridades diferente por natureza.

Outras características das pessoas inteligentes

Além de terem tendência para a solidão, existe uma série de características psicológicas que as pessoas muito inteligentes costumam ter. Confira as seguintes:

  • Capacidade de adaptação: todos os animais foram desenhados para sobreviver, e os que se adaptam melhor ao ambiente são os que conseguem. Neste sentido, as pessoas inteligentes são capazes de sobreviver a novos meios e ambientes, analisando quais são as mudanças que devem fazer e aplicando-as.
  • O ceticismo é uma das principais características das pessoas inteligentes. Não aceitam coisas só porque sim, questionando, comparando e valorizando tudo à sua medida. O ceticismo pode, em algumas ocasiões, ser visto como desconfiança e não existem motivos para isso. A mente de uma pessoa inteligente é aquela que tem curiosidade, quer conhecer coisas novas sem dá-las por certas e possuem independência suficiente para saber que o que hoje pode ser válido, amanhã pode não ser mais.
  • Outra característica das pessoas inteligentes é a curiosidade. Ser curioso não deve ser confundido com ser intrometido, ou seja, as pessoas inteligentes fazem perguntas, buscam o fundo das coisas e, quando não sabem algo, fazem um esforço para descobrir.
  • Inteligência e depressão não são duas coisas que caminhem de mãos dadas, mas é certo que as pessoas inteligentes possuem um risco maior de sofrer doenças mentais como a depressão, a bipolaridade e outros transtornos psicóticos. Entre os fatores que causam isto, sabe-se que o fato de as pessoas inteligentes fazerem mais perguntas transcendentes provoca uma angústia vital maior.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Por que pessoas inteligentes são solitárias?, recomendamos que entre na nossa categoria de Amizade.

Comentários (0)

Escrever comentário sobre Por que pessoas inteligentes são solitárias?

O que lhe pareceu o artigo?

Por que pessoas inteligentes são solitárias?
1 de 3
Por que pessoas inteligentes são solitárias?