Otros Política e partidos políticos

Países governados por mulheres

 
Letícia Lima
Por Letícia Lima. 26 agosto 2022
Países governados por mulheres

A presença feminina na política ainda é algo recente na maioria dos países. De acordo com o Diário de Notícias[1], "só 24 países (e menos de 500 milhões de pessoas) têm uma mulher no poder". Desde 2021, este número apresentou um pequeno crescimento.

Como ter mais mulheres na política e no governo? A verdade é que é necessária vontade política para apoiar ativa e deliberadamente a representação das mulheres. Lideranças políticas podem se estabelecer e alcançar objetivos de igualdade, por exemplo, por nomeações para posições de liderança em todos os níveis de governo. Confira neste artigo do umCOMO quais são os países governados por mulheres.

Também lhe pode interessar: Países com monarquia

Países governados por mulheres

Antes de falarmos sobre países governados por mulheres, é preciso trazer a diferença entre chefe de governo e chefe de Estado. O chefe de governo é quem toma as decisões políticas, enquanto o chefe de Estado tem um papel mais representativo daquele país.

No Brasil, as figuras se fundem no papel do presidente, entretanto, na Inglaterra, a rainha é chefe de Estado e o primeiro-ministro é o chefe de governo. Confira também nosso artigo sobre qual a diferença entre monarquia e república.

Presidentes mulheres

  1. Bidya Devi Bhandari (Nepal): presidente desde 2015, a nepalesa já foi Ministra da Defesa e Ministra do Meio Ambiente.
  2. Tsai Ing-wen (Taiwan): presidente desde 2016, a taiwanesa apresenta histórico acadêmico no campo do Direito e é a primeira mulher a assumir a presidência do país.
  3. Halimah Yacob (Singapura): presidente 2017, é advogada e foi a primeira mulher a ser presidente do país. Atuou anteriormente no Legislativo.
  4. Paula-Mae Weekes (Trindade e Tobago): presidente 2018, a jurista é a primeira presidente mulher do país.
  5. Sahle-Work Zewde (Etiópia): vinda da carreira diplomática, é a primeira mulher a assumir a presidência do país, o que fez em 2018.
  6. Salome Zourabichvili (Geórgia): também vinda da diplomacia, foi a primeira mulher a assumir a presidência do país (2018).
  7. Maia Sandu (Moldávia): ex-Ministra da Educação, a presidente da Moldávia assumiu o cargo em 2020.
  8. Zuzana Čaputová (Eslováquia): advogada e ambientalista, foi a primeira mulher a assumir a presidência, o que fez no ano de 2019.
  9. Katerina Sakellaropoulou (Grécia): ex-juíza, é a primeira mulher a ser presidente da Grécia, tomando posse em 2020.
  10. Vjosa Osmani (Kosovo): a jurista tomou posse como presidente em 2021.
  11. Sandra Mason (Barbados): a advogada e diplomata tomou posse em 2021 como presidente.
  12. Katalin Novák (Hungria): além de primeira mulher a assumir a presidência da Hungria, é também a pessoa mais jovem a tomar posse do cargo, o que fez em 2022.
  13. Droupadi Murmu (Índia): a ex-governadora é presidente da Índia desde 2022.
  14. Xiomara Castro (Honduras): a ex-primeira dama é agora a primeira mulher a ser presidente de Honduras, cargo que assumiu em 2022.
  15. Samia Suluhu Hassan (Tanzânia): com uma longa trajetória na política, Hassan tomou a presidência em 2021.

Primeiras-ministras mulheres

  1. Sheikh Hasina (Bangladesh): com a família sendo parte da política de Bangladesh, Hasina é primeira-ministra desde 2009.
  2. Ana Brnabić (Sérvia): a primeira-ministra assumiu o posto em 2017 e é a primeira pessoa abertamente homossexual a estar na cadeira.
  3. Jacinda Ardern (Nova Zelândia): muito elogiada pela maneira como conduziu a crise do COVID no país, Ardern é primeira-ministra desde 2017.
  4. Katrín Jakobsdóttir (Islândia): ex-ministra da Educação, Ciência e Cultura, a islandesa assumiu o cargo em 2017.
  5. Mia Mottley (Barbados): a advogada é a primeira mulher a assumir o cargo de primeira-ministra do país, o que fez em 2018.
  6. Mette Frederiksen (Dinamarca): é a pessoa mais jovem a estar no cargo de primeira-ministra na Dinamarca, tendo assumido a cadeira em 2019.
  7. Sanna Marin (Finlândia): a administradora também é a pessoa mais jovem a assumir o cargo, o que fez em 2019.
  8. Rose Christiane Raponda (Gabão): ex-prefeita e ex-ministra da Defesa, assumiu o cargo em 2020, sendo a primeira mulher no posto.
  9. Victoire Tomegah Dogbé (Togo): primeira mulher a ser primeira-ministra de Togo, assumindo a pasta em 2020.
  10. Ingrida Šimonytė (Lituânia): a economista da Lituânia está no cargo de primeira-ministra desde 2020.
  11. Kaja Kallas (Estônia): ex-membro do Legislativo, Kallas é primeira-ministra desde 2021.
  12. Fiamē Naomi Mataʻafa (Samoa): a líder de Samoa tem a família na política do país e assumiu o cargo em 2021.
  13. Natalia Gavrilița (Moldávia): a economista é a terceira mulher no posto. Assumiu em 2021.
  14. Najla Bouden (Tunísia): a acadêmica e geóloga é a primeira mulher a se tornar primeira-ministra do país, tendo conquistado o posto em 2021.
  15. Magdalena Andersson (Suécia): a economista sueca é primeira-ministra desde 2021.
  16. Élisabeth Borne (França): a engenheira assumiu o cargo de primeira-ministra da França em 2022.

Como é possível observar, a presença feminina nos espaços políticos de poder cresceu nos últimos anos. Para alcançar igualdade e representatividade, o ideal é que cresça ainda mais para inspirar meninas e mulheres jovens a participarem de forma ativa da política, lutando por seus direitos e das outras mulheres que inevitavelmente as seguirão no futuro.

Países governados por mulheres - Países governados por mulheres
Imagem: Reprodução/outraspalavras.net

Mulher presidente: história do Brasil

Dilma Rousseff foi a primeira mulher a se tornar presidente do Brasil. Economista e filiada ao Partido dos Trabalhadores (PT), Dilma assumiu o cargo em 2011, sofrendo impeachment em 2016. Foi militante contra a ditadura militar na juventude e presa e torturada nesse mesmo período.

Formada em Economia, foi Secretária Municipal da Fazenda de Porto Alegre, Secretária Estadual de Energia, Minas e Comunicações do Rio Grande do Sul e Ministra de Minas e Energia, cargo no qual colaborou para a criação do programa Luz Para Todos. Além disso, foi Ministra-chefe da Casa Civil do governo Lula, cargo de altíssima importância.

Durante a presidência, atravessou crises econômicas e manifestações populares que acabaram resultando no impeachment da primeira mulher a ser presidente do país.

Para saber sobre outra figura feminina política importante na história do Brasil, confira nosso artigo sobre quem foi Marielle Franco.

Países governados por mulheres - Mulher presidente: história do Brasil

Se pretende ler mais artigos parecidos a Países governados por mulheres, recomendamos que entre na nossa categoria de Cultura e Sociedade.

Referências
  1. SALVADOR, Susana. Só 24 países (e menos de 500 milhões de pessoas) têm uma mulher no poder. Diário de Notícias. Disponível em: <https://www.dn.pt/edicao-do-dia/08-mar-2021/so-24-paises-e-menos-de-500-milhoes-de-pessoas-tem-uma-mulher-no-poder-13429029.html>. Publicado em 08 de março de 2021. Acesso em 24 de agosto de 2022.
Bibliografia
  • PLANET RULERS. Current Heads of State & Dictators. Female Leaders. Disponível em: <https://planetrulers.com/category/female-leaders/>. Acesso em 24 de agosto de 2022.
  • UOL. Dilma Rousseff Presidente do Brasil - desde 1/1/2011. Disponível em: <https://educacao.uol.com.br/biografias/dilma-rousseff.htm>. Acesso em 24 de agosto de 2022.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Imagem: Reprodução/outraspalavras.net
1 de 3
Países governados por mulheres