Partilhar

Como funciona um dirigível

Por Nicolas Santos. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como funciona um dirigível
Imagem: sitedecuriosidades.com

Para poder subir alto no céu e poder voar, o dirigível utiliza hélices e gás hélio. Ele consegue ficar suspenso pelo fato do gás hélio ser mais leve que o ar, para se mover ele utiliza as hélices. Este estranho veículo voador surgiu na França na segunda metade do século 19 e antigamente costumava utilizar hidrogênio para encher o seu balão. Porém, as pessoas deixaram de utilizar hidrogênio pois ele se trata de um gás altamente inflamável, fazendo com que o dirigível se torne uma bomba voadora. O dirigível alemão Hindenburg foi um caso de tragédia na história deste veículo, quando em 1937 ele explodiu durante o pouso matando 36 passageiros.

Contanto com os riscos o gás hidrogênio veio a ser substituído pelo hélio, ambos os gases são mais leves que o oxigênio e o hélio, mesmo sendo menos eficiente, conta com a vantagem de não explodir. Neste artigo, o umComo explica como funciona um dirigível.

Também lhe pode interessar: Como funciona um satélite artificial
Passos a seguir:
1

Em primeiro lugar, para que ele possa decolar, é preciso encher o balão (envelope) de gás hélio. Por ser mais leve que o ar, menos denso, o gás tende a subir, levando o dirigível para cima. O peso do dirigível determina a quantidade de gás que será necessário para que ele decole. Alguns, os mais pesados, chegam a utilizar seis milhões de litros de hélio.

2

Existem diferentes tipos de dirigíveis, estes, variam principalmente de acordo com a sua estrutura, que pode ser rígida, semi-rígida e não rígida. Os de estrutura rígida são raramente utilizados hoje em dia, por causa do seu peso. Os famosos zepelins alemães eram os que mais utilizavam essa estrutura, ainda na época do gás hidrogênio. Os que possuem estrutura semi-rígida são os mais comuns, aqueles que possuem apenas uma estrutura de alumínio para dar forma ao envelope e a sua forma depende da pressão interna, da quantidade de gás. Os não rígidos não possuem nenhuma estrutura.

Como funciona um dirigível - Passo 2
Imagem: geocities.ws
3

Dentro do envelope se encontram pequenos balões responsáveis pela entrada e saída de ar no dirigível, que ajudam a regular o seu peso e, consequentemente, a altitude. Quando o dirigível decola os ballonets costumam estar vazios, quando atinge a altura ideal o piloto libera a entrada de ar, o dirigível ganha peso e assim, pára de subir.

Entretanto a subida do dirigível tem um limite natural aos 20 km de altura, onde o ar é rarefeito e mais leve, criando uma equivalência entre o seu peso e o do hélio.

4

Os ballonets conseguem controlar a altitude do dirigível; para controlar a velocidade com que ele vai para a frente, o piloto aciona as hélices, geralmente se localizam na gôndola do dirigível. Sem estas hélices o dirigível poderia se mover apenas com as correntes de ar.

5

Também existem aparelhos de controle de voo como o profundador e o leme, que permitem embicar o dirigível para cima ou para baixo e controlar a direção para virar a esquerda ou direita, respectivamente.

6

O piloto e os passageiros, quando presentes, localizam se na gôndula. Uma espécie de cabine de avião. Antigamente, na época em que o dirigível era utilizado para rotas de comércio, também era lá que se instalavam os produtos. Hoje, com a frequente utilização deste veículo para transmissões de TV, é na gôndola que se encontram as instalações e aparelhos.

7

A autonomia de cada dirigível varia de acordo com o modelo, o peso a também a finalidade deste. A média de tempo no ar dos dirigíveis do Brasil é de 7h em altitude constante.

Apesar de atualmente os dirigíveis funcionarem de forma bem mais segura eles não são tão utilizados para transportar cargas e passageiros, isto por que eles voam a 80 km/h contra 900 km/h que faz um Boeing 737, além de serem mais vulneráveis a condições climáticas ruins. Entretanto, eles ainda são considerados muito econômicos, uma vez que utilizam pouco combustível, desta forma sendo úteis em atividades como monitoramento ambiental, vigilância aérea, captação e transmissão de dados para a televisão e publicidade.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como funciona um dirigível, recomendamos que entre na nossa categoria de Educação e Formação universitária.

Escrever comentário sobre Como funciona um dirigível

O que lhe pareceu o artigo?

Como funciona um dirigível
Imagem: sitedecuriosidades.com
Imagem: geocities.ws
1 de 2
Como funciona um dirigível

Voltar ao topo da página