Partilhar

Como as redes sociais afetam os jovens

 
Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como as redes sociais afetam os jovens

As redes sociais supõem uma revolução a todos os níveis, mas especialmente nas relações humanas. Ainda que a princípio as redes eram vistas como uma ferramenta para aproximar as pessoas, e inclusive para conhecer gente nova, temos que reconhecer que este fenômeno está contribuindo para que as pessoas vivam coladas a uma tela, e não saibam se relacionar de outra maneira. No umComo.com.br, explicamos-lhe como as redes sociais afetam os jovens.

Também lhe pode interessar: Como ensinar as letras e seus sons
Passos a seguir:
1

As redes sociais têm tido um grande efeito na vida dos jovens e na forma que se relacionam, e ainda que para muitos a tecnologia supõe uma aproximação, a realidade é bem diferente. Os jovens passam o dia colados à tela de seu celular ou do computador, estamos assistindo a uma progressiva deterioração das relações interpessoais. Eles vivem cada vez mais isolados nesse amplo mundo virtual, se relacionando de maneira pouco pessoal com o resto do mundo, preferindo lidar com pessoas através da rede antes que usufruir do contato da vida real.

A imagem de ver grupos de amigos, todos eles juntos mas usando o tempo todo o celular, é do mais habitual hoje em dia. Inclusive, em vez de curtir o momento real com amigos, vivem com a ânsia de fazer fotos do que experimentam e compartilhar nas redes sociais. A prioridade é ser o centro de atenção ainda que seja por um momento nos diferentes perfis sociais.

2

As redes sociais mudaram a vida das pessoas e em especial dos jovens. Quase todo mundo possui um perfil nas principais redes como Facebook, Twitter e Instagram, ainda que seja indubitável o efeito positivo destas formas de comunicação, já que é rápida, efetiva e instantânea, converteram-se também em ferramentas necessárias para a sobrevivência social. Isto é, os jovens estão totalmente viciados nas redes e sentem uma urgente necessidade de estar conectados constantemente. Precisam fazer alarde de sua vida através das redes, até o mais mínimo movimento como tomar um café é hora para fotografar e postar em qualquer rede.

A realidade destas publicações se costuma maquiar mediante filtros, comentários e etiquetas, dando-se uma imagem um tanto deteriorada da verdade para que o que se publique seja seguido, compartilhado e comentado favoravelmente. Essa necessidade de exibir sua vida e falseá-la demonstra um claro detrimento da qualidade de vida.

3

Outros dos aspectos nos quais as redes sociais afetam os jovens é na sua capacidade de atender ao que ocorre em seu entorno. O vício nestes meios, além de prejudicar o modo como se relacionam com seu entorno, estão afetando negativamente a capacidade de atenção e concentração, chegando inclusive a negligenciar tarefas importantes como os estudos. Uma pessoa jovem que desenvolve dependência pelas redes sociais em particular pode chegar a prejudicar gravemente seu estado de ânimo, já que estar permanentemente conectado provoca nervosismo, distrações e todo tipo de alterações do ânimo.

4

Os jovens que não sabem controlar e não desconectam nunca das redes sociais têm um grave problema de dependência. A ideia de passar um dia sem entrar em seus perfis sociais parece-lhes insuportável, enquanto estudam, estão em aula, estão com amigos, estão no cinema, na academia, seja qual for a atividade que desenvolvem ou a companhia que tenham, estão sempre com seus celulares na mão e entrando nas redes sociais. O problema disso é que se não são capazes de renunciar e centrar sua atenção em outras coisas, a sua capacidade de desfrutar do momento acaba sendo minada. Um abuso das redes em termos de frequência e intensidade altera a vida cotidiana e a capacidade de usufruir das coisas, gerando sentimentos de estresse e ansiedade que podem derivar em uma depressão.

Como as redes sociais afetam os jovens - Passo 4
5

As redes sociais são viciantes porque geram emoções muito poderosas na mente das pessoas. Viciam porque nelas se projeta o positivo, o que faz que sintamos boas vibrações no momento e uma grande gratificação. No final, não se trata de eliminar as redes sociais da vida dos jovens, só de aprender a gerenciá-las porque são ferramentas com muitos aspectos positivos.

Com um uso controlado das redes sociais pode conseguir-se que a atenção e a concentração melhorem, mas os pais deverão tentar gerenciar o tempo de uso para seguir desfrutando da vida em todas suas dimensões.

Como as redes sociais afetam os jovens - Passo 5

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como as redes sociais afetam os jovens, recomendamos que entre na nossa categoria de Relações Familiares.

Escrever comentário sobre Como as redes sociais afetam os jovens

O que lhe pareceu o artigo?

Como as redes sociais afetam os jovens
1 de 3
Como as redes sociais afetam os jovens

Voltar ao topo da página