Partilhar

O que fazer se meu filho for vítima de bullying

Por Sara Viega. Atualizado: 1 dezembro 2017
O que fazer se meu filho for vítima de bullying

O assédio escolar, mais popularmente conhecido como bullying, nunca deve ser tratado como uma questão menor. Se o nosso filho se encontra nestas circunstâncias, devemos atuar rapidamente, mas sendo cautelosos, de maneira que as medidas que tomemos afetem o pequeno apenas de forma positiva e não contribuam para aumentar o seu sofrimento. Em umComo.com.br oferecemos a você algumas dicas para saber o que fazer se o seu filho for vítima de bullying.

Também lhe pode interessar: O que fazer se meu filho não quer estudar
Passos a seguir:
1

O primeiro que tem que fazer perante uma suspeita deste tipo é confirmar que efetivamente se encontra perante um caso de bullying sobre o seu filho ou, simplesmente, trata-se de uma situação pontual na qual a criança brigou com alguns colegas e está aborrecido. Se for este último caso, deverá atuar apenas como observador e deixar que as crianças se resolvam entre elas.

2

Se, infelizmente, se encontra perante um caso de assédio escolar com o seu filho, deve atuar rapidamente. A primeira coisa a fazer é ir falar com os responsáveis pelo colégio, não só com os professores de seu filho, mas também com o diretor ou chefe de estudos, que talvez tenha dados a respeito dos supostos agressores que o docente desconhece.

3

Também é aconselhável comunicar a situação à Associação de Pais e Mestres (APM) do centro, já que alguns podem não ter sido tão observadores como você e não tenham dado conta de que seus filhos são ou foram vítimas do bullying e, ao se informar do seu caso, talvez deem sentido a comportamentos estranhos de seus filhos.

4

Em princípio, não é aconselhável que se coloque em contato diretamente com os pais ou tutores dos supostos agressores do seu filho. A reação natural deles será defender os seus próprios filhos, por isso poderiam ocorrer situações de tensão. É preferível que os professores ou responsáveis pelo colégio sejam os que informem os pais o que está acontecendo.

5

Se vê que no centro escolar não tomam medidas em relação ao bullying que seu filho está sofrendo, não hesite, vá à polícia informar o que está acontecendo. O sofrimento das crianças não pode ser menosprezado e deve evitar que seu filho possa cair em uma depressão com consequências que podem ser dramáticas. Além disso, também fará um favor aos pequenos agressores. Ao pôr o foco sobre eles, talvez provoque que se tomem medidas para reeducá-los e evitar que sejam adultos delinquentes.

6

Quanto ao seu filho/a, faça-o entender que ele ou ela não tem culpa do que está acontecendo, já que muitos menores tendem a se culpar quando sofrem de bullying. Se a resposta do colégio for boa, não o leve para outra escola, para evitar mudanças que podem marcá-lo. Trate de analisar a razão porque seu filho foi vítima de assédio escolar. Talvez deva tratar de reforçar a sua autoestima, tanto corrigindo a sua atitude com ele caso você seja muito exigente, como promovendo que faça atividades extra curriculares ou esportivas que sejam do seu agrado.

7

Em todo o caso, se a situação for demais para você, é recomendável que vá com o seu filho a um psicólogo especializado em crianças ou em casos de bullying. Ir a alguma associação de afetados também pode ser útil, pois podem dar-lhe dicas a respeito de como superar a situação que acabam de viver na família.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que fazer se meu filho for vítima de bullying, recomendamos que entre na nossa categoria de Ser Pai e Mãe.

Escrever comentário sobre O que fazer se meu filho for vítima de bullying

O que lhe pareceu o artigo?

O que fazer se meu filho for vítima de bullying
O que fazer se meu filho for vítima de bullying

Voltar ao topo da página