Partilhar

O que é o isolamento social

Por Nicolas Santos. Atualizado: 16 janeiro 2017
O que é o isolamento social
Imagem: gamedesire.com

O isolamento social é um comportamento do ser humano que pode ter inúmeros significados ou causas, neste artigo, tentaremos tratar-lo da forma mais abrangente possível, desde a patologia até o eremitismo. Este comportamento é observado em inúmeros tipos de pessoas, em inúmeras faixas etárias, porém, existem sempre aqueles grupos que apresentam maiores índices de isolamento social e para maior entendimento desta atitude, não devemos deixá-los de lado.

Neste artigo, umComo explica-lhe o que é o isolamento social.

Também lhe pode interessar: O que é ser transgênero?

O que o isolamento social representa

Para entendermos as causas do isolamento social de forma mais lúcida é primeiro necessário saber o que o isolamento social representa, também podemos entender este subtítulo e qual a influência do isolamento social na mente das pessoas.

Em primeiro lugar, vamos deixar claro que o isolamento pode ser bom ou ruim, dependendo do gosto do isolado. Existem aquelas pessoas que gostam de ficar sozinhas, que apreciam a companhia dela com ela mesma e seus pensamentos. É comum encontrarmos pessoas deste tipo que atuam em áreas acadêmicas, não estritamente acadêmicas mas estudiosos no geral, desde escritores, filósofos à médicos e biólogos. Para estas pessoas, nem sempre o contato com a sociedade é favorável para aquilo que ele realmente dá valor.

Também existem aquelas pessoas que necessitam de contato social, não totalmente, talvez parcialmente, mas em alguma intensidade gostam de estar com outras pessoas. Estas pessoas são aquelas que compõe a maioria dos seres humanos, uma vez que o contato social e o ser humano estão marcados desde o seu surgimento. O homem, desde que se entende por homem, viveu em grupos ou bandos, em sociedades ou castas, a socialização está há tanto tempo na nossa história de tal forma que mesmo para aqueles que gostam de estar sozinhos, não tiram da cabeça o fato de que tantos outros semelhantes a ele existem por aí.

O que pode causar o isolamento social

O isolamento social pode ser causado por muitos motivos, que podem partir do indivíduo ou não. Um isolamento social pode ocorrer desde um exílio, uma prisão, um internamento como uma escolha de vida, mas também pode ser causada por doenças e enfermidades. Não vamos nos focar tanto na parte médica do assunto, por este mesmo motivo o artigo está escrito na categoria de Educação e não Saúde. Agora, vamos enumerar algumas das causas do isolamento social - há que se reparar que existem muitas categorias dentro de um só assunto-, separando por comportamentos voluntários e involuntários; quando parte ou não por decisão do indivíduo:

  • Comportamento voluntário

Como primeiro exemplo de um isolamento social voluntário, vamos citar o grupo dos eremitas, que estes podem ser desde mendigos à filósofos, escritores cronistas e ensaístas são exemplos clássicos de pessoas que costumam se isolar após uma certa idade.

  • Comportamento involuntário

O comportamento involuntário já pode ser ligado à causas externas, não dependentes totalmente da vontade do homem - se não fosse por isso não seria involuntário. Nestes casos podemos citas os exílios (como forma de castigo criminal), prisões, asilos, internamentos clínicos ou terapêuticos, etc. Nos casos de isolamentos sociais involuntários é que encontramos os maiores problemas, uma vez que no voluntário nós encontramos aqueles que gostam de estar nesta posição; apreciam os momentos solitários, o que não acontece com aqueles que não tiveram a escolha de se isolar.

Muitas vezes o isolamento social é visto como uma patologia analisando casos de pessoas que não gostariam de estar nestas posições, o que não significa que o isolamento social não possa representar um problema maior, como veremos a seguir.

O isolamento social depressivo

Dissemos que não tocaríamos tanto na esfera patológica do isolamento social, mas não tem como falar sobre este assunto sem fazer uma mera referência à depressão, uma vez que o isolamento social é um dos seus sintomas mais significativos.

A depressão, sim, se trata de uma doença mais séria e que nem sempre é tratada da forma devida - com o uso de medicamentos anti-depressivos, que em sua maioria transformam o indivíduo num boneco sem sentimentos. Na depressão encontramos o isolamento social talvez pelo simples fato de que a situação gerada favorece o isolamento. As pessoas preferem ficar isoladas ao se encontrarem debilitadas por uma doença, não só as pessoas, vemos esta mesma tendência em muitos animais, como no caso dos cães que fogem pouco antes de morrer. A depressão por isolamento é como um ciclo vicioso, uma coisa gera e agrava a outra. Também pela falta de exercício do cérebro, cria-se uma dificuldade para que a pessoa consiga sair deste estado mental por conta própria.

É claro que estar em depressão não significa obrigatoriamente que o paciente irá morrer - mesmo que essa doença possa induzir a morte - mas o próprio estado de "doente" leva ao isolamento.

O delírio e a paranoia

Sem querer abrir um novo parênteses ou muito menos parecer sensacionalista, iremos aprofundar um pouco mais no estado patológico do isolamento social, onde o próprio estado de isolamento pode induzir um indivíduo ao estado de delírio, o que não é nada bom para um paciente que já possui depressão. O delírio acontece aos poucos e pode levar ao estado de paranoia. Para explicar melhor, vamos enumerar estes dois estados mentais:

Devo alertar as afirmações abaixo carecem de fontes totalmente legítimas, o que queremos dizer com isso é que se tratam de especulações, na maioria dos casos da minha parte, deixando ao leitor a responsabilidade de decidir qual o seu grau de complacência. Mas não recomendamos que utilize as informações abaixo no seu TCC de psicanálise.

  • Delírio

O delírio não surge apenas em estado de isolamento social, vários são os fatores que podem levar uma pessoa ao delírio, mas vamos defini-lo no estrito senso: O delírio é basicamente quando a pessoa não consegue distinguir o que ou quem está certo ou errado, ela perde as suas bases, o que induz à uma fuga da realidade, que pode levar ao estado de paranoia.

  • Paranoia

A paranoia já é um estado um pouco mais avançado do isolamento social, mas assim como o delírio, ela não se limita apenas à comportamentos de isolamento social. Mesmo que ela não esteja somente ligada à um isolamento, ambos andam em conjunto e uma hora, talvez com exceção daqueles indivíduos que realmente curtem o isolamento, ela pode surgir.

Porém, a paranoia é outro assunto complexo, existem muitos outros fatores que influenciam a forma do paranoico pensar e agir, assim como na forma de ver o mundo. Um indivíduo paranoico, para definir o próprio estado de paranoia, costuma criar inimigos, estes, que nem sempre se tratam de um só indivíduo mas sim de grupos de pessoas, como uma real conspiração que busca o extermínio do ou de parte do indivíduo.

Ela aparece pelo fato do indivíduo não socializar, não ter com quem conversar; quando a pessoa possui muitos pensamentos em sua cabeça e não tem ninguém ao seu lado pra dizer até que ponto ela está sendo sensata. Surge logo após o delírio pela falta de bases e morais que ele proporciona, é sensato afirmar que ambos estão próximos e dependentes, assim como ambos fazem parte de um estado de isolamento social patológico.

Veja também:

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que é o isolamento social, recomendamos que entre na nossa categoria de Cultura e Sociedade.

Escrever comentário sobre O que é o isolamento social

O que lhe pareceu o artigo?

O que é o isolamento social
Imagem: gamedesire.com
O que é o isolamento social

Voltar ao topo da página