Partilhar

Hipoglicemia no bebê: sintomas, causas e tratamento

 
Por Paula Cassandra. Atualizado: 16 janeiro 2017
Hipoglicemia no bebê: sintomas, causas e tratamento

Quando o nível de glicose no sangue está baixo é chamado de hipoglicemia, o que pode causar uma série de problemas para o organismo, que fica sem a energia necessária. Os recém-nascidos também podem ter o problema e por isso é importante que papais e mamães saibam tudo sobre hipoglicemia no bebê: sintomas, causas e tratamento. Para tanto, o umComo.com.br reuniu as principais informações sobre o assunto.

Também lhe pode interessar: Como aliviar o soluço do bebê

Causas da hipoglicemia no bebê

A insulina é um hormônio que possui a função de regular os níveis de açúcar do sangue, o qual é armazenado e distribuído nas células conforme a necessidade de cada pessoa. No entanto, a hipoglicemia no bebê, ou seja, o baixo nível de glicose, pode afetar os pequenos devido a um desequilíbrio no organismo, causado por uma série de razões.

Entre elas está o nascimento prematuro e/ou com baixo peso ou ainda com hipotermia (baixa temperatura do corpo), bem como problemas respiratórios após o parto, infecções e mães diabéticas. Isso não quer dizer que o bebê que nasceu em algumas das situações descritas vai ter hipoglicemia, mas as chances de desenvolver o quadro são maiores.

Hipoglicemia no bebê: sintomas, causas e tratamento - Causas da hipoglicemia no bebê

Sintomas da hipoglicemia no bebê

Os sintomas da hipoglicemia no bebê são semelhantes aos sinais pelos quais passa o adulto que está com o nível de glicose baixa no sangue. Dessa forma, o pequeno pode se mostrar sonolento, apático, apresentar tremores nas extremidades ou taquicardia. Se o quadro estiver grave, até mesmo convulsões. Quando o açúcar baixo se mantém por muito tempo pode acontecer perda de consciência, coma e lesões cerebrais, inclusive, se o quadro se prolongar por mais de cinco dias.

Outros sintomas que podem acometer o bebê com hipoglicemia são hipotonia (diminuição do tônus muscular), letargia, choro fraco, hipoatividade, apneia, bradicardia (retardamento do ritmo cardíaco) e cianose (coloração azul-arroxeada da pele). Mesmo antes do nascimento é possível que a hipoglicemia se apresente no feto, o que pode ocorrer quando a mãe tem hipoglicemia. Por isso, é importante evitar esses episódios, alimentando-se de forma adequada.

Hipoglicemia no bebê: sintomas, causas e tratamento - Sintomas da hipoglicemia no bebê

Tratamento para hipoglicemia no bebê

O melhor tratamento para hipoglicemia no bebê é oferecer leite materno exclusivamente até aos seis meses e depois continuar amamentando pelo menos até aos dois anos de idade, mesmo o pequeno já consumindo outros alimentos. O leite materno até aos seis meses possui todos os nutrientes que a criança possui, além de ser um ato de amor que conta com muitas outras vantagens para a saúde do bebê e para o seu bem estar emocional.

Embora seja receitada como tratamento nos casos de hipoglicemia a fórmula artificial de leite e até água com açúcar, já que se trata de uma forma rápida de estabilizar o nível de glicose, é um método que possui desvantagens, aponta alguns especialistas. Entre elas, existe o risco do estômago do bebê ficar distendido se a quantia de fórmula for maior do que a necessária. Se isso ocorrer, o bebê vai querer mais leite materno da próxima vez, o que poderá ser demais.

Além disso, quando são dadas as fórmulas, o bebê pode se desinteressar pelo leite materno, ficar sonolento e até ter dificuldades de aprender a sugar o peito da mãe. Mesmo quando as fórmulas são inevitáveis, a mãe não precisa deixar de dar o leite materno. Já quando o bebê tem hipoglicemia porque dorme demais e não está mamando o suficiente, a mãe pode mantê-lo no colo, próximo do peito para que ele sinta o cheiro do leite e se estimule a mamar. Em geral, é melhor que o bebê não fique sem mamar mais de quatro horas nos primeiros dias, senão, pode levar à hipoglicemia.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Hipoglicemia no bebê: sintomas, causas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Ser Pai e Mãe.

Escrever comentário sobre Hipoglicemia no bebê: sintomas, causas e tratamento

O que lhe pareceu o artigo?

Hipoglicemia no bebê: sintomas, causas e tratamento
1 de 3
Hipoglicemia no bebê: sintomas, causas e tratamento

Voltar ao topo da página