Partilhar

Conselhos para pais separados

Por Sara Viega. Atualizado: 16 janeiro 2017
Conselhos para pais separados

Os divórcios não implicam só o casal em questão. Muitas vezes são os filhos que saem mais afetados se a separação não acontece da melhor forma possível. Tão importante como dizer aos filhos que os pais se vão divorciar, é a forma de o dizer, pois a decisão da separação já está tomada quando esta conversa ocorre. Desta forma, convém tem em atenção alguns pontos para que tudo se desenvolva com a maior naturalidade e respeito entre o casal. Para que saiba como fazê-lo, umComo.com.br dá-lhe alguns conselhos para pais separados.

Também lhe pode interessar: Como superar a separação dos pais
Passos a seguir:
1

Desacreditar a outra parte diante dos filhos pode provocar estragos na autoestima deles, já que as crianças se sentem divididas entre o papá e a mamã. Falar mal do outro progenitor equivale a falar mal deles mesmos.

2

É positivo tranquilizar os filhos explicando-lhes que eles não tiveram nada que ver com a separação, não têm qualquer responsabilidade, pois é uma decisão dos mais crescidos. Muitas crianças assumem o divórcio dos pais com sentimento de culpa e esta é uma carga de podem ser libertados.

3

Anime os seus filhos e facilite-lhes a que vejam com frequência a outra parte, fazendo todos os possíveis por não complicar as visitas. Com a separação, eles também vivem momentos difíceis e, ao facilitar o contato com o outro progenitor, está a ajudá-los.

4

Lembre-se que, ainda que a relação com a outra parte tenha acabado, para o seu filho o pai e a mãe continuam a ser os mesmos. Assim, deve aprender a distinguir entre as suas necessidades e desejos e os dos seus filhos.

5

Quando a criança visita o outro progenitor, respeite a sua intimidade. Deixe que sejam eles a contarem-lhe o que se passou e evite fazer perguntas incómodas.

6

A separação é uma grande mudança a nível familiar. Quanto mais depressa for assumida, mas estará a ajudá-los.

7

Se é capaz de se adaptar à nova situação, os seus filhos também poderão fazê-lo. Andar a chorar pelos cantos ou chatear-se com a outra parte não ajuda. Perante eles, deve estar sempre bem e, se as emoções forem mais fortes, procure ajuda profissional ou alguém de confiança com quem possa desabafar.

8

É bom ajudar as suas crianças a expressarem os seus sentimentos. Pode motivá-las com perguntas do tipo "Como te sentes hoje?", "O que te anda a preocupar?" ou outras. Mas não insista! Dê-lhes todas as possibilidades, mas sem ser incómodo.

9

Lembre-se que as autoridades estabelecem as regras de atuação (p. ex. em que dias é que os menores estão com que progenitor), mas o que deve imperar é o sentido comum e o mútuo acordo entre os progenitores. Em caso de não haver acordo, deve guiar-se pelo que foi estabelecido.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Conselhos para pais separados, recomendamos que entre na nossa categoria de Relações Familiares.

Escrever comentário sobre Conselhos para pais separados

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
Heidi Maciel
O pai do meu filho esta falhando no horário das vizitas ( ele não vem pegar a criança). Gostaria de saber como eu deve proseder mediante a essasituacao ? Obs : meu filho tem 1 ano..obrigada

Conselhos para pais separados
Conselhos para pais separados

Voltar ao topo da página