Partilhar

Como praticar o desapego

Por Sara Silva. Atualizado: 20 janeiro 2017
Como praticar o desapego
Imagem: montepio.pt

Durante nossa vida vamos nos habituando a criar ligações fortes com pessoas e bens materiais. Eles fazem parte do nosso universo, ajudam-nos a conhecer o mundo e constituem parte da nossa identidade. No entanto, por vezes também nos fazem sofrer, ao impedirem-nos de seguir com nossos objetivos, ao desiludirem-nos e, no fundo, ao colocarem-nos barreiras que nos impossibilitam de seguir em frente, pois estamos presos a eles, apegados, e torna-se difícil sermos livres. Dizem que um dos truques para ser feliz é praticando de desapego, por isso preparámos este artigo de umComo.com.br em que lhe damos dicas úteis de como praticar o desapego.

Também lhe pode interessar: Como surgiu o candomblé
Passos a seguir:
1

"Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos". Provavelmente você já leu essa famosa citação de Fernando Teixeira de Andrade algures por aí, ou então não. Seja qual for sua resposta, refletir sobre ela é uma boa forma de começar a consciencializar-se da importância do desapego em sua vida.

2

O ser humano tem naturalmente medo da mudança, mas isso é algo bem curioso porque, se parar para pensar, nossa vida está sempre em constante mudança e parece que nunca chegamos a habituar-nos a isso. A razão está, mais uma vez, no apego, na tendência que temos para nos agarrar ao que nos é familiar e não deixar espaço para a novidade. Isso é errado, pois a vida é muito mais do que aquilo que nos rodeia e, ao limitarmo-nos ao que nos é conhecido, não a viveremos em pleno.

Como praticar o desapego - Passo 2
Imagem: pinterest.com
3

Muitas vezes geramos energias negativas em nossa vida devido ao apego que temos aos bens materiais. Sofremos porque não podemos adquirir algo que queremos muito, porque nos endividamos para o ter, porque não podemos usufruir dele ou porque simplesmente o perdemos. Apesar de poder haver algum simbolismo nesses materiais, eles são apenas o que são: objetos. Por essa razão é importante questionar-se: até que ponto eles lhe trazem felicidade? Podem fazê-lo feliz durante algum tempo, mas certamente não o tornam uma pessoa melhor. Na verdade, tornam-o um escravo, mantendo-o preso a eles e fazendo com que queira sempre mais e mais, sem conseguir sair desse ciclo vicioso.

4

Nesse sentido, pratique o desapego dos bens materiais encontrando outras coisas que lhe proporcionem prazer. O importante é ocupar sua mente com atividades positivas e que não requeiram estar em contato com algo material. Praticar meditação é uma boa opção, pois irá ajudá-lo a refletir sobre seus atos e a encontrar soluções. Procure também reservar algumas horas do seu dia para se afastar dos bens materiais, descontraindo na praia na companhia de alguém importante para si, passeando seu cachorro no campo, ou dedicando o seu tempo a outras pessoas, através do voluntariado.

Como praticar o desapego - Passo 4
Imagem: ogirassol.com.br
5

É também importante que, durante a prática destas atividades simples e afastadas de posses materiais, você viva o momento. Esqueça seus problemas e foque-se apenas no que está fazendo. Apenas assim conseguirá retirar prazer dessa atividade e, pouco a pouco, perceber que há coisas bem simples na vida que lhe proporcionam felicidade e satisfação, de uma forma mais natural e saudável que os bens materiais.

6

Muitas vezes apenas entendemos o desapego que temos face aos bens materiais quando somos confrontados com a sua perda. Nesse momento ficamos em baixo, sentimos a falta deles e achamos que nossa vida já não será tão colorida. Regra geral isso é apenas uma ilusão, pois pelo mundo fora temos exemplos de pessoas que vivem felizes com muito pouco, como os missionários, que obtêm satisfação na ajuda ao próximo e atribuem importância a questões muito mais importantes para a vida, como a saúde, a paz e a fraternidade.

Como praticar o desapego - Passo 6
Imagem: coracao-missionario.blogspot.pt
7

Também pode acontecer que estejamos sofrendo devido ao apego a pessoas. É algo natural, pois o ser humano é um animal social e sente necessidade de se rodear de pessoas para viver feliz. No entanto, ao longo da vida, mudanças acontecem e levam para longe de nós pessoas que nos são queridas, por vontade delas ou não. É necessário entender que nós não temos controle nisso, por muito que tentemos reverter a situação, e que, por vezes, temos simplesmente de deixar as coisas acontecer e acreditar que há algo de positivo nelas, pois cada acontecimento negativo traz consigo uma lição.

8

Também pode acontecer que o próprio apego exista dentro de si, na sua cabeça. Casos de pessoas que acreditam ser muito doentes, ou muito azaradas, que tudo de ruim lhes acontece, que ninguém gosta delas, que nunca conseguirão fazer ou ter nada de positivo em suas vidas são exemplos disso. Pessoas assim devem entender uma coisa: pensamentos negativos, atraem coisas negativas, por isso enquanto não afastarem de si essa negatividade, dificilmente conseguirão encontrar luz na sua vida. Elas deverão praticar o desapego dos pensamentos, esforçando-se por, várias vezes ao dia, criar três pensamentos positivos para cada negativo. Existem sempre coisas pelas quais estar grato, apenas há que saber enxergá-las.

Como praticar o desapego - Passo 8
Imagem: weheartit.com
9

Assim, de forma resumida, para praticar o desapego é importante recorrer a poderosos exercícios mentais. Nós temos controlo em nossa mente, afinal ela é parte do nosso corpo, e não podemos permitir que seja dominada por coisas negativas. A mudança acontece constantemente, nada é fixo, e temos de estar preparados para isso, de forma a sofrermos menos. Devemos tomar como exemplo os monges budistas, que dedicam sua vida a melhorar-se a eles mesmos, deixando de parte o que é fútil e irrelevante e cultivando pensamentos positivos que os ajudam a enfrentar todos os obstáculos. Faça como eles e pratique o desapego de dentro para fora, mudando sua forma de ver o mundo, aceitando a mudança como algo que você não pode controlar e encontrando a felicidade nas pequenas coisas que o rodeiam.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como praticar o desapego, recomendamos que entre na nossa categoria de Cultura e Sociedade.

Escrever comentário sobre Como praticar o desapego

O que lhe pareceu o artigo?

Como praticar o desapego
Imagem: montepio.pt
Imagem: pinterest.com
Imagem: ogirassol.com.br
Imagem: coracao-missionario.blogspot.pt
Imagem: weheartit.com
1 de 5
Como praticar o desapego

Voltar ao topo da página