Partilhar

Como medir o coeficiente de inteligência

Por Sara Viega. Atualizado: 15 fevereiro 2019
Como medir o coeficiente de inteligência

Seja como simples diversão, como um exercício para desempoeirar os neurônios ou porque desconfiamos que haja um pequeno gênio escondido dentro de nós, podemos encontrar na Internet uma infinidade de testes para testar nosso nível de inteligência. Em umComo.com.br dizemos-lhe como medir o coeficiente de inteligência.

Também lhe pode interessar: O que fazer para ser inteligente

O que é o Coeficiente de Inteligência (QI)

O cociente de inteligência, também chamado às vezes de coeficiente intelectual, é um dado numérico que tenta medir de forma objetiva a capacidade intelectual de uma pessoa, a partir de provas padronizadas. Foi utilizado pela primeira vez em 1912 pelo psicólogo alemão William Stern como forma de comparar entre si os testes de inteligência infantil que começavam a ser implementados no início do século XX, e até o dia de hoje tem sido utilizado como medida standard de inteligência no mundo todo. O número 100 indica uma inteligência média e acima de 130 considera-se uma pessoa superdotada. De fato, esse é o limite estabelecido para entrar na maioria de associações de superdotados. Ao contrário, o atraso mental, a partir de seu grau mais leve, começa a ser considerado entre os 70 e os 55 pontos de QI.

Em que consiste o teste de medição

Os testes que os profissionais realizam para determinar o QI compreendem diferentes tipos de exercícios, que põem à prova várias capacidades cognitivas da pessoa: memória, aritmética, capacidade linguística... Para ser realmente válidos devem ser supervisionados por um especialista no assunto, no entanto, existem na Internet inúmeras páginas nas quais nós mesmos podemos testar nossas capacidades. Seja como treinamento mental ou como simples diversão, podemos ter uma pequena aproximação realizando estes testes, ainda que o resultado final seja meramente aproximado.

Um dado controverso

Ao longo de décadas e com maior frequência nos últimos anos, várias vozes se levantaram acusando o conceito de QI de simplista. Estes especialistas assinalam que é um erro reduzir toda a complexidade do cérebro humano, do qual ainda se conhece tão pouco em detalhe, a apenas um número e baseado, além disso, em uns testes que não têm por que serem perfeitos. Uma das denúncias mais recentes neste sentido parte de um grupo de pesquisa da Universidade Western do Canadá e do Museu de Ciências Naturais de Londres, que conclui que é enganoso confiar unicamente no QI como dado objetivo e infalível. Além disso, entre outras coisas, verificaram que os três componentes de capacidades cognitivas previamente encontrados (memória de curto prazo, racionalidade e habilidade verbal)correspondem cada um a um padrão diferente de atividade neurológica.

Associações de superdotados

No mundo todo existe uma infinidade de organizações que reúnem pessoas com um alto coeficiente de inteligência, com objetivos tanto de pesquisa como meramente sociais. Às vezes estas associações facilitam a integração de crianças que desde cedo manifestam um alto QI e têm dificuldades para relacionar-se com as crianças de sua sala. A associação deste tipo mais antiga e provavelmente mais conhecida é a Mensa, fundada em 1946. Entre seus membros mais conhecidos encontram-se personalidades como Geena Davis, Isaac Asimov, John McAffee ou Clive Sinclair e inclusive, no plano da ficção, a sempre brilhante Lisa Simpson.

Sugestão: 23 perguntas de lógica com respostas

Como medir o coeficiente de inteligência - Associações de superdotados

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como medir o coeficiente de inteligência, recomendamos que entre na nossa categoria de Formação.

Escrever comentário sobre Como medir o coeficiente de inteligência

O que lhe pareceu o artigo?

Como medir o coeficiente de inteligência
1 de 2
Como medir o coeficiente de inteligência

Voltar ao topo da página