Partilhar

Como funciona o Doutorado

Por Nicolas Santos. Atualizado: 10 dezembro 2019
Como funciona o Doutorado

O Doutorado é um curso acadêmico, pós gradual e de stricto sensu, assim como o mestrado, que dependendo da situação pode ser o seu antecessor, uma vez que hoje em dia não precisa necessariamente possuir um diploma de mestre para realizar o doutorado, dependendo da universidade. O Doutorado é voltado, em suma, para quem pretende seguir carreira acadêmica, como pesquisador e ou professor.

Neste artigo umComo te explica como funciona o Doutorado.

Também lhe pode interessar: Como funciona o Sisu

Duração e carga horária do Doutorado

De certa forma o Doutorado funciona como o Mestrado, a carga horária na universidade não chega a ser muito grande, pois os principais estudos ocorrem pela parte do acadêmico, que deverá realizar as suas pesquisas por conta própria. Para além disto, o curso tem uma duração em média de quatro a cinco anos, variando de acordo com a área de atuação.

De quatro a cinco anos. A carga horária na universidade não é grande, mas os estudos em casa, por conta própria, e a produção da tese exigem muita leitura e pesquisa, no geral com dedicação exclusiva.

Processo de seleção do Doutorado

Como foi dito, existem casos em que as instituições aceitam a inscrição de candidatos para o Doutorado que sequer realizaram o Mestrado, isso acontece quando a instituição considera a proposta de pesquisa do candidato muito relevante.

A maior parte das escolas ainda prefere que o Mestrado seja realizado antes, por ser uma pós graduação que já trabalha com pesquisas e propostas do aluno, o candidato já se encontrará numa situação mais madura para com a proposta do curso. Além disso, o currículo e proposta do aluno serão também avaliados nesta seleção e alguns programas requerem o domínio de ao menos dois idiomas, além do de origem. Isto se deve à futura necessidade de visitar outros países para concluir suas pesquisas. Para um biólogo por exemplo, que estuda espécies em diversas regiões.

As exigências do Doutorado

As disciplinas obrigatórias num curso como este não são muitas, mas também não são fáceis, mas essenciais para ajudar o aluno a realizar os seus projetos para elaboração da sua tese final. A tese é obrigatória para a conclusão do Doutorado, afinal ela é o objetivo do curso. Antes mesmo de pensarmos em como o diploma pode ser bom para o doutor, possibilitando não só uma chance maior de ingressar no mundo acadêmico como doutor ou professor mas também como uma mais valia no seu currículo, não podemos esquecer da real função de uma faculdade: formar acadêmicos e fazer pesquisas.

Trabalho de conclusão e certificado

Assim que o aluno realiza a sua tese final, ele encaminha para uma examinação, que será realizada pela banca examinadora e tem como função primária a apresentação de um ponto de vista inédito, contribuindo para o conhecimento. Se a sua tese for aprovada o aluno pode receber o seu título de Doutor.

O doutorado no Brasil

O curso de Doutorado não é muito alvejado no Brasil, é certo que ele exige muito empenho e por um tempo, pouco retorno. O acadêmico terá que se dedicar aquele estudo sem esperar grandes resultados iniciais, não podendo conciliar o curso com um trabalho, ao menos um que dedique de grande parte do seu tempo. Por conta disso é comum notarmos que a popularidade de cursos como MBA e de "Especializações" é muito mais relevante do que a de um Mestrado ou Doutorado, pois estes, garantem mais chance de subir profissionalmente na vida.

O índice de Doutores no Brasil é de 2 para cada mil habitantes, contra 6,5 do Canadá, 8,4 dos EUA ou 15,4 e 23 da Alemanha ou Suíça, respectivamente. O que nos mostra que em questões de pesquisa e desenvolvimento o nosso país ainda é bem atrasado. Por conta disso, em 2010 foi lançado o programa Doutores 2010, pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, que conhecemos como CGEE, em que o governo distribuiria bolsas de estudos para aqueles que pretendem ingressar no doutorado, se mostram merecedores e não podem realizar o seu doutorado sem um emprego, o que comprometeria o resultado das suas pesquisas. Esta medida incentiva o desenvolvimento de tecnologia de ponta, além dos estudos em outras áreas, como as de humanas, que tem influência na visão de realidade do país, afetando até mesmo a forma em que o mesmo é gerido. Este programa é responsável por cerca de 78 mil bolsas nacionais distribuídas em 2012, contra os 23 mil de 2002.

Veja também:

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como funciona o Doutorado, recomendamos que entre na nossa categoria de Formação.

Escrever comentário sobre Como funciona o Doutorado

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
joana adalgisa
gostaria de saber o numero de creditos obrigatorios necessarios para fazer o doutorado .A explanacao acima nao fala sobre isso.

Como funciona o Doutorado
Como funciona o Doutorado

Voltar ao topo da página