Como educar uma criança para que seja bilíngue

Como educar uma criança para que seja bilíngue

A melhor fórmula para conseguir que uma seja criança bilíngue é que cada um dos seus pais fale um idioma diferente desde o seu nascimento, mas para isso recomenda-se que os pais sejam nativos desse idioma ou dominem-no na perfeição. Devemos aproveitar ao máximo o período que vai desde o nascimento até aos 5 ou 6 anos, uma vez que a plasticidade cerebral se apresenta no seu grau máximo. Aprender uma língua o quanto antes, poderá assumi-la como sendo própria e chegar realmente a ser bilíngue. É que, se atrasarmos a exposição da segunda língua depois dos 6 anos e esperarmos que a criança já tenha um domínio completo da sua língua materna, a segunda língua será sempre isso, uma segunda língua, e a criança não será realmente bilíngue. Neste artigo de umComo.com.br damos-lhe algumas chaves sobre como educar uma criança para que seja bilíngue.

Passos a seguir:
1

Faça com que a criança veja DVDs de filmes infantis, desenhos animados e a televisão em modo Dual, em versão original. Isto permitirá que a criança escute o segundo idioma ao mesmo tempo que se diverte e permitirá que se familiarize com o vocabulário e o sistema fonológico do idioma e se formos constantes poderá chegar a aprende-lo e a reproduzi-lo de forma natural.

2

Pode arranjar uma creche ou escola bilíngue para a criança (ou monolíngue na segunda língua, esta segunda opção não é recomendável se nenhum dos pais da criança não dominar a língua da escolaridade).

3

Contrate uma babá falante nativa ou que domina a segunda língua. É uma opção mais barata que a anterior que também nos pode ajudar a atender a duas necessidades.

4

Inscreva a criança em atividades extraescolares no segundo idioma. É uma boa opção, uma vez que envolvem contextos reais de comunicação com o monitor e os colegas.

5

Se o segundo idioma que queremos introduzir é o inglês, será fácil encontrar atividades em inglês como: esportes, teatro, filmes em versão original, contar histórias...

6

Na Internet podemos encontrar uma infinidade de ferramentas gratuitas e material audiovisual dirigido a crianças em todos os idiomas.

7

Se conhecemos a segunda língua podemos ler com a criança livros bilíngues. Funciona bem se lermos a história com os desenhos no primeiro dia na língua materna da criança e no dia seguinte, quando a criança já está familiarizada com o livro, lemos o mesmo conto na segunda língua.

8

Viagens, férias, acampamentos, intercâmbios... Estas atividades são muito úteis para ativar o conhecimento passivo de um idioma e a ajudá-la a ser bilíngue, quando a criança for maior, já conhece o idioma e começa a defender-se.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como educar uma criança para que seja bilíngue, recomendamos que entre na nossa categoria de Ser Pai e Mãe.

Conselhos
  • Se expusermos uma criança a duas línguas desde o seu nascimento, é normal que se produzam interferências e que haja confusão entre as duas línguas numa fase inicial.
  • Não pressione a criança para que fale o segundo idioma.
  • Até aos 9-10 anos, as crianças não têm a noção de que um idioma pode ter uma utilidade que não seja a comunicação e podem ficar relutantes em falar um idioma que conhecem perfeitamente se sabem que podem comunicar noutro idioma que lhes é mais cômodo ou habitual.