Partilhar

Como colocar limites nos filhos

Como colocar limites nos filhos
Imagem: pinterest.com

Uma das obrigações mais difíceis que temos como pais, é o fato de estabelecer regras e colocar limites nos filhos. Muitas vezes, tentamos evitar enfrentar os nossos filhos por diversos motivos. Quando os pais estão ausentes durante grande parte do dia de sua casa, a culpa por não poder estar com os filhos leva a permitir desmedidamente e a não colocar limites como forma de remediar a sua ausência. No entanto, os limites são necessários para que a criança possa se desenvolver na vida, e possa ter consciência da importância da responsabilidade. Se nós não lhe ensinarmos que há coisas que não podem ser feitas, eles dificilmente saberão dizer não às diversas situações que possam enfrentar. De seguida, em umComo mostramos-lhe como colocar limites nos filhos.

Também lhe pode interessar: Como saber se meu filho é destro ou canhoto
Passos a seguir:
1

Se quer colocar limites nos filhos, a primeira coisa que deve ter em conta é que quando dizemos a nossos filhos que algo não pode ser feito ou que está errado, devemos ser claros. É preciso explicar os motivos pelos quais não é possível fazer determinadas coisas, para que eles possam compreender as consequências que existem se isso for realizado. Por exemplo, se dissermos que ele não pode tocar em uma tomada, devemos explicar-lhe que se ele tocar ali poderá se machucar por que a corrente vai afetá-lo.

2

Uma vez que tenhamos dito que não se pode fazer alguma coisa, devemos manter-nos firmes nessa postura, caso contrário não conseguiremos colocar limites nos nossos filhos. As crianças costumam tentar convencer-nos para conseguir o que querem, mas se nós nos retrairmos eles saberão como agir para que da próxima vez possam fazê-lo de qualquer forma. Por exemplo, se dissermos a ele que não pode ir a casa de um amigo brincar, mesmo que ele chore e grite, devemos manter nossa decisão. Não podemos nos deixar levar por sua atitude.

3

Independentemente da reação que as crianças tenham perante os limites impostos, devemos nos manter tranquilos e firmes. A decisão tomada é para o bem dele. Muitas vezes, como pais temos a difícil tarefa de ser "os maus", no entanto, em pouco tempo a criança compreenderá que é para seu bem. Tenha confiança em suas decisões e pense que a reação da criança é temporária, já que assim que ele se esquecer de que não pode fazer alguma coisa, voltará a estar bem com você.

4

Para que as regras e os limites impostos tenham o efeito esperado, é necessário poder falar com as crianças. As ações impulsivas e os gritos não permitirão que a criança possa ver a verdadeira razão de sua decisão. Por isso, cada vez que você achar necessário aplicar uma regra e colocar limites nos filhos, você deve manter a calma e falar com as crianças. Desta forma, as regras não ficarão associadas a situações negativas.

5

Quando as crianças transgredirem uma regra elas devem saber quais serão as consequências. Somente desta forma, poderão ter consciência de seus erros. Por exemplo, se pedirmos a eles que não brinquem com a bola dentro de casa e mesmo assim eles o fazem, diremos a eles que por um tempo não poderão brincar à bola, nem dentro nem fora da casa. Antes disso, teremos explicado a eles o motivo pelo qual não podiam brincar com a bola dentro de casa.

6

Cada vez que colocar limites nos filhos, deve dar a eles um comportamento alternativo. Por exemplo, tomando o caso anterior, quando lhes dizemos que não podem jogar à bola dentro de casa, explicamos-lhe que podem jogar no quintal da casa ou no parque, já que são lugares abertos e mais adequados para um jogo dessas características. Deste modo, o limite não é sinônimo de proibição absoluta.

7

Quando as crianças têm uma conduta inapropriada, é importante reforçar a ideia de que o que está errado é a conduta e não elas. As crianças não devem sentir que são más ou que você deixou de gostar delas por isso, elas devem ter claro que é o comportamento que não está bem.

8

Quando nossos filhos têm uma conduta inapropriada, costumamos nos zangar e muitas vezes não damos conta que nossa zanga pode ser exagerada em relação ao comportamento da criança. Por isso é importante tratar de ficarmos tranquilos e evitar que nossa zanga nos leve a realizar ações negativas para as crianças. Se quisermos que nossos filhos tomem consciência de seu erro, devemos falar com eles e explicar-lhes isso calmamente.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como colocar limites nos filhos, recomendamos que entre na nossa categoria de Ser Pai e Mãe.

Escrever comentário sobre Como colocar limites nos filhos

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
adriana Ancelmo
ola!! !sou Adriana e tenho um filho de 8 anos,que a mente dele continua de como se tivesse 2 anos...estou tendo dificuldades com isso,parece que ele nao se desenvolve!!! o que devo fazer???

Como colocar limites nos filhos
Imagem: pinterest.com
Como colocar limites nos filhos

Voltar ao topo da página