menu
Partilhar

Como a Internet afeta os adolescentes

Por Redação umCOMO. Atualizado: 16 janeiro 2017
Como a Internet afeta os adolescentes

A Internet firmou-se na vida de muitas pessoas ao longo das duas últimas décadas, apesar das preocupações iniciais com que os adolescentes entrassem no «desconhecido». Existe uma série de riscos para os adolescentes, sugerindo que as relações e amizades reais seriam rejeitadas pelas relações cibernéticas. Mas um estudo realizado por um grupo de pesquisadores holandeses e publicado na revista Current Directions in Psychological Science mostra que as vantagens psicológicas de Internet talvez superem seus efeitos negativos. Continue lendo para saber mais.

Primeiras aproximações

A Internet tornou-se um instrumento de comunicação social devido ao número cada vez maior de adolescentes que usam a tecnologia a seu alcance. Há apenas uma década, somente um de cada dez adolescentes tinha acesso à Internet. Portanto, os adolescentes viram-se obrigados a escolher entre relações reais e relações na Internet. Os pesquisadores afirmaram que devido à escassa ocultação, os adolescentes tiveram dificuldades para manter «relações de carne e osso enquanto exploravam o ciberespaço».

Mudanças no paradigma

Agora que a maior parte dos adolescentes ocidentais tem acesso à Internet, ficou comprovado que os adolescentes usam a tecnologia mais para manter as relações do que para estabelecer outras novas. Além disso, o aparecimento de novas ferramentas de comunicação ajuda os adolescentes a desenvolverem ainda mais as relações existentes e não a isolá-las. Os professores Valkenburg e Peter afirmaram que os adolescentes que usaram Internet na década de noventa, geralmente se comunicaram com estrangeiros através de canais de intercâmbio de mensagens e jogos de interpretação de papéis multiusuário (MUD).

Nova situação

Assim, graças à influência de novos sites de comunicação social, entre os quais se encontram o MySpace e o Facebook, e às mensagens instantâneas (MI), a situação mudou. Mais de oito de cada dez adolescentes usam as MI para se conectarem com gente que veem diariamente.

Conclusões

Os pesquisadores da ASCoR dizem que a Internet proporciona aos adolescentes a ferramenta de que precisam para se abrirem e falarem de seus assuntos pessoais: a comunicação através da Internet proporciona aos adolescentes o impulso de que precisam, porque as distrações são mínimas. Quanto menos distrações tiverem, menos influência recebem do modo em que são vistos pelos outros, de acordo com os professores Valkenburg e Meter. O resultado reduz a inibição e provoca que as conversas sejam mais pessoais.

Para levar em consideração

A pesquisa também mostrou que as «conversas hiperpessoais pela Internet» potencializam amizades mais próximas, o que provoca sentimentos de felicidade e emoções livres de estresse. Seria conveniente levar em consideração que o mero fato de «navegar» pela Internet não exerce nenhum efeito positivo sobre os adolescentes, especialmente sobre seu bem-estar ou sobre suas sensações ao conectarem-se com outras pessoas. Além disso, falar com estrangeiros em fóruns públicos de chat parece que continua sendo potencialmente perigoso.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como a Internet afeta os adolescentes, recomendamos que entre na nossa categoria de Ser Pai e Mãe.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como a Internet afeta os adolescentes
Como a Internet afeta os adolescentes

Voltar ao topo da página